Work and Travel: Arthur trabalhou em Beech Mountain
Data Representação de um calendário 02/06/2020

Work and Travel: Arthur trabalhou em Beech Mountain

Arthur é estudante de Administração e aproveitou as férias da faculdade para fazer um intercâmbio Work and Travel. Ele participou do Programa Work Experience USA e trabalhou em Beech Mountain. Confira como foi sua experiência!

Que tal aproveitar suas férias da faculdade para fazer um dinheiro extra? Acredite, isso é possível e pode ser mais fácil do que você pensa! Um exemplo disso é o Arthur Iseki, cliente da Agência Intercultural de Campinas. Ele é estudante de Administração da UNIP, e trabalhou em Beech Mountain Resort durante suas férias da faculdade, recebendo seu salário em dólar.

Aliás, além de trabalhar em Beech Mountain como Lift Operator, Arthur também arrumou um segundo emprego em um restaurante, e acredite, mesmo assim ele conseguiu curtir com os amigos, aproveitar os Estados Unidos e viajar. Tudo foi possível porque ele participou do maior e melhor programa de trabalho remunerado no exterior: o Work Experience USA!

Arthur trabalhou em Beech Mountain como Lift Operator

Ele deixou um depoimento, compartilhando suas experiências e contando tudo pra gente. Se você quer saber como trabalhar legalmente nos Estados Unidos, sem trazer prejuízos aos seus estudos, confira a história do Arthur!

Como é trabalhar em Beech Mountain

A experiência que tive com Work and Travel envolvendo a CCUSA e a intercultural, foi extremamente agradável. Desde o começo tudo bem explicado e contrato bem elaborado.

O local que fui (Beech Mountain), é um lugar muito bonito, afastado das coisas, então pelo menos 1 viagem pra 1 estado diferente, fez bem. E temos vários estados perto de Carolina do Norte que são todos bem agradáveis.

Visão de Beech Mountain, empregador de Arthur
Visão geral de Beech Mountain

Em termos de manager, foram todos muito receptivos, gostei muito do trabalho, apesar do frio (que já era esperado). Logo quando cheguei, fui instruído a como operar os lifts e aos poucos, aprendi a operar todas as posições, pois fui um dos primeiros a chegar, então tive a liberdade de ver onde eu me encaixava melhor, escolhendo o que faria.

Meus roomates apesar de um pouco desorganizados, nenhum falava português (era exatamente o que eu queria), e no final, tudo deu certo com a organização.

Arthur conseguiu um second job

Já em termos de second job, temos uma variedade por lá e eu fiquei trabalhando também na pizzaria Brick Oven, restaurante mais conhecido na cidade. Como não tenho problema em trabalhar, nos 2 primeiros meses, aproveitei que estava tudo cheio, para fazer dinheiro (muito), coisa de mais de 2.000 dólares por mês, apenas no restaurante (se eles notam que o funcionário trabalha bem, dão aumento, podendo chegar a 12 dólares a hora).

O restante da season aproveitei pra curtir. Continuei nos 2 empregos, mas aprendi a andar de snowboard (minha nova paixão), visitei diferentes lugares, e aproveitei mais as festas nos apartamentos que tinham.

O resort e o second job proporcionavam viagens para pontos turísticos e cinemas, o que ajudava muito também.

A experiência e o resultado

Resultado da viagem: novos amigos (amigos mesmo, não colegas), acho que foi a parte mais importante. Meu inglês melhorou muito mais do que eu imaginava. Hoje consigo ver filmes em inglês sem legenda, sem nenhum problema. Consegui comprar muita coisa (muita mesmo, inclusive quase trouxe uma TV de lá), ainda voltei com um bom dinheiro, e com dólar a mais e 5 reais, pra mim foi bom…

Amigos que Arthur fez durante o programa Work and Travel da Intercultural

O programa se paga facilmente se você tiver 2 empregos e trabalhar bem em 1 mês e meio. Fiquei impressionado com a velocidade de recuperação, na verdade.

No contexto geral, posso dizer que foi uma experiência única, e uma das melhores que já tive. Fico feliz por te realizado e pela Intercultural e CCUSA terem me ajudado nesse processo, sem querer desmerecer os outros, mas vi muita gente reclamando de um concorrente de vocês, e em nenhum momento tive nenhum tipo de problema em meu intercâmbio.

Já fiz a indicação do programa para mais amigos, e com certeza, season de 20/21 farei o programa novamente.

Amigos que Arthur conquistou durante seu intercâmbio Work Experience USA

E aí, gostou de conferir essa experiência? Arthur trabalhou em Beech Mountain, empregador já confirmado para a próxima temporada do Work Experience USA. E você, assim como ele, também pode trabalhar no exterior, neste empregador ou em tantos outros que já temos confirmados!

Para participar do melhor programa Work and Travel, você precisa ser universitário, ter entre 18 e 29 anos e ter nível de inglês intermediário. Se você preenche este pré-requisitos, preencha seus dados aqui e solicite o seu orçamento hoje mesmo!

O mundo quer conhecer você. Entre em contato com a agência mais próxima de você e não deixe essa chance passar!