Data Representação de um calendário 18/12/2020

Emprego no exterior: quais setores mais contratam?

Veja as vagas de emprego no exterior mais populares para brasileiros. Confira os tipos de intercâmbio para trabalhar legalmente fora do Brasil.

A cada ano, mais e mais brasileiros saem do país em busca de emprego no exterior. Para muitos, o intercâmbio cultural representa a porta de entrada para o mercado de trabalho internacional.

Embora a aprendizagem do idioma deva representar a prioridade do intercambista, é inegável que, com a valorização da moeda estrangeira, ganhar em dólar acaba sendo um importante atrativo. E o intercâmbio de estudo com emprego no exterior pode te proporcionar isso.

Dessa forma, vamos te mostrar que o emprego no exterior é possível e, mesmo que seja temporário, pode contribuir muito para a sua formação profissional e criar um baita diferencial para o seu currículo!

Sendo assim, quais oportunidades de emprego no exterior você deve esperar durante o seu intercâmbio para trabalhar em outro país?

Confira abaixo quais setores mais contratam intercambistas e como você pode ocupar uma dessas vagas de emprego fora do Brasil!

Emprego no exterior: setores que mais empregam

Setor de Hospitalidade

Normalmente, os destinos mais turísticos vão apresentar mais opções de empregos no exterior para estudantes estrangeiros nestas áreas.

A Hospitalidade (Hospitality em inglês) representa o setor que atende a demanda de turismo, lazer e eventos, especialmente nos segmentos de hospedagem e gastronomia.

Então, os principais estabelecimentos que atendem a esta demanda são os:

  • Hotéis, 
  • Resorts, 
  • Pousadas,
  • Restaurantes e 
  • Centros de convenções. 

Como você pode imaginar, tem muito emprego no exterior para quem quer se aventurar nesta área.

Especialmente em países desenvolvidos, é enorme a quantidade e variedade de cafés e restaurantes. Em muitos países, além de ser uma tradição fazer a refeição fora, o mercado é fomentado pelo turismo local.

Entre as vagas mais ofertadas, destacam-se: waiter (garçom), waitress (garçonete), room maid (camareira), kitchen hand (ajudante de cozinha), cook (chefe de cozinha), cleaner (limpeza), dishwasher ou kitchen porter (lavador de louça), hostess (recepcionista) e barista.

Geralmente, estas vagas de emprego fora do Brasil compreendem o atendimento direto ao cliente e é necessário ter nível de inglês pelo menos intermediário, mas, sem dúvida, a fluência no idioma abrirá muito mais portas.

Mais recentemente, com a crescente tendência da virtualização do turismo, há muitas vagas para trabalhar fora do país no backoffice de empresas de tecnologia que prestam serviços para agências e operadoras de turismo, hotéis, dentre outros.

Dessa forma, desenvolver a fluência na língua é igualmente necessário, principalmente na leitura e na escrita do idioma.

Que tal fazer um intercâmbio para aprender ou aperfeiçoar o inglês e partir em seguida para aquele emprego no exterior tão sonhado?

Nanny ou Baby sitter

Em muitos países, além de caro, os pais têm muita dificuldade de achar vagas em creches e jardins de infância. Uma saída muito comum encontrada pelos pais é contratar uma babá (nanny ou baby sitter em inglês) para cuidar das crianças.

Contudo, também não é tão fácil e simples achar uma babá e, pela escassez de profissionais no mercado, esta costuma ser uma das vagas de emprego fora do Brasil mais valorizadas no exterior.

O contrato de trabalho pode ser casual – de final de semana, por exemplo – ou integral.

Tem também a modalidade onde a profissional mora junto com a família, chamada de Au Pair.

Na Intercultural, temos um programa exclusivo de Au Pair, onde você já sai do Brasil com o emprego garantido. Confira as condições deste programa nos Estados Unidos, um dos destinos mais procurados por estudantes brasileiros.

Programa de intercâmbio Au Pair nos Estados Unidos

É quase como uma irmã mais velha, que precisa tomar conta dos irmãos menores! Só que, neste caso, vai ganhar em dólar! Nos Estados Unidos, a carga horária de trabalho máxima da Au Pair é de 45 horas por semana. 

As funções da Au Pair incluem tarefas como: alimentar as crianças, dar banho, levá-las à escola, ao médico, à casa dos amigos, passear, ajudar com as tarefas da escola, organizar seus objetos pessoais e seu quarto, entre outros. 

Confira os pré-requisitos para se candidatar e os principais benefícios oferecidos nos Estados Unidos.

Requisitos:

work-travel-banner
  • Estar disposta a morar 1 ano nos EUA com uma família americana
  • Ter experiência em cuidar de crianças (pelo menos 2 referências)
  • Estar em excelentes condições de saúde física e mental
  • Ter entre 18 e 26 anos (deve chegar aos EUA com 26, no máximo)
  • Ter carteira de habilitação válida
  • Ter nível intermediário de inglês
  • Ser solteira e não ter filhos
  • Não ter antecedente criminal
  • Ter Ensino Médio completo
  • Ser do sexo feminino

Benefícios nos EUA:

  • Opção de prorrogação do programa por mais 6, 9 ou 12 meses, caso seja de interesse da família e da Au Pair
  • Um final de semana livre a cada mês. Nos demais, a partir das 13 horas do Sábado
  • 2 semanas de férias remuneradas
  • Coordenadora local responsável pela participante durante o período do programa
  • Acomodação individual, na casa da família, com todas as refeições incluídas
  • Ajuda educacional de até US$ 500 durante o ano
  • 13° mês livre para viajar pelos Estados Unidos
  • Seguro de saúde pela duração do programa
  • Salário mínimo de US$ 195.75 por semana

Uma das maiores vantagens deste programa é que a Au Pair mora com a família estrangeira e, com isso, tem a oportunidade de vivenciar e aprender tudo sobre a cultura, os hábitos e costumes daquela comunidade. Imersão total no idioma e na cultura!

Além disso, dá para economizar uma boa grana em hospedagem e alimentação, que você pode usar para fazer uma super viagem pela terra do Tio Sam, ou fazer aquele shopping completo de lembrancinhas para toda a familía e amigos!

Emprego em estações de esqui

Durante a alta temporada, países como Canadá, USA e Nova Zelândia recebem turistas do mundo inteiro à procura de esportes na neve. E as estações de esqui oferecem diversas oportunidades de trabalho para quem busca um intercâmbio com emprego no exterior.

Entre essas vagas destacam-se operador de teleférico, manobrista, instrutor de esqui para crianças, bilheteria, atendente de lojas e restaurante, entre outros. É importante lembrar que é necessário ter pelo menos 18 anos de idade para se candidatar.

Quais países mais contratam intercambistas brasileiros?

Entretanto, você deve estar se perguntando: “qual país eu consigo permissão de trabalho? Será que eu posso trabalhar em qualquer país que eu escolher? Por quanto tempo? Quanto dá para ganhar?”

A princípio, os principais países que mais contratam intercambistas brasileiros para vagas de trabalho fora do Brasil são:

  1. Estados Unidos
  2. Canadá
  3. Irlanda
  4. Austrália
  5. Nova Zelândia

E, na verdade, cada país possui uma condição de visto diferente para trabalho. Geralmente, a permissão para trabalhar está condicionada à realização de algum curso de idiomas, técnico, de graduação ou pós-graduação.  

Por exemplo, enquanto na Irlanda, Austrália, Malta e Nova Zelândia um aluno de um curso de inglês consegue permissão de trabalho, não é o que acontece no Canadá e nem nos Estados Unidos.

Porém, no Canadá é necessário estar matriculado em um curso profissionalizante ou de ensino superior para ter permissão de trabalho.

Já nos Estados Unidos, através do programa Work Experience USA, o estudante universitário, matriculado em uma instituição de ensino superior no Brasil, já sai do Brasil com emprego no exterior garantido. 

O salário também varia de cada país e do emprego. Contudo, na maioria das vezes, a remuneração é calculada por hora de trabalho, ou seja, 6.75 dólares por hora, por exemplo.

Veja os detalhes do intercâmbio para estudar e trabalhar em outro país legalmente, uma das modalidades mais populares atualmente.

Intercâmbio para estudo e trabalho fora do Brasil

  • Idade mínima: 18 anos
  • Duração: do programa: a partir de 14 semanas (dependendo do destino)
  • Nível do idioma: a partir do iniciante
  • Carga horária de aulas: a partir de 15 horas por semana (manhã ou tarde)
  • Carga horária de trabalho durante o curso: até 20 horas por semana
  • Carga horária de trabalho nas férias: até 40 horas semanais
  • Salário: remuneração por hora de trabalho, na moeda local
  • Visto: solicitado antes ou durante o programa, de acordo com as leis do país

Este tipo de programa está disponível nos seguintes países:

  • Austrália
  • Alemanha
  • Canadá
  • Emirados Árabes Unidos (Dubai)
  • Espanha
  • Irlanda
  • Malta
  • Nova Zelândia

Entretanto, como citado acima, as regras podem mudar de acordo com o país. Então, antes de decidir o lugar onde fazer o intercâmbio para trabalhar fora do país, você deve confirmar o regulamento junto às autoridades do destino que escolheu.

Na Intercultural, te damos toda a assessoria para planejar e viabilizar o melhor intercâmbio de estudo e trabalho fora do Brasil, para você viajar tranquilo e com toda segurança.

Definitivamente tem muitos setores empregando lá fora!

E a boa notícia é: os nativos costumam gostar muito da mão de obra brasileira e muitas vezes o único pré-requisito para conseguir um emprego no exterior é a força de vontade.

Já está sonhando com seu emprego no exterior? Então, a Intercultural te ajuda a realizar este sonho. Fale com um dos nossos especialistas hoje mesmo!

Referências

https://www.belta.org.br

https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/employment/temporary-worker-visas.html

estudar-canada-banner