Tudo o que você precisa saber para estudar e trabalhar na Irlanda
Data Representação de um calendário 18/05/2016

Tudo o que você precisar saber para estudar e trabalhar na Irlanda

A Irlanda é um dos principais destinos de brasileiros, que querem aprender ou aperfeiçoar um segundo idioma. Confira este Blog Post e entenda o porquê.

Aprender um novo idioma, como o inglês, é um quesito diferencial tanto para quem vai enfrentar um mercado de trabalho competitivo quanto para quem quer apenas fazer parte do mundo globalizado, em que as fronteiras não são mais um limite.


Quando se fala em intercâmbio, os Estados Unidos, a Austrália e a Inglaterra ainda são os destinos favoritos dos brasileiros. Mas isso não quer dizer que são os mais fáceis, receptivos e baratos para esses intercambistas.
Uma opção que tem se mostrado mais viável, e com um ensino de qualidade, é a Irlanda. A terra de Bono Vox e do escritor James Joyce revela diversas surpresas, e o aumento do número de imigrantes mostra que o governo tem se esforçado para tornar o país uma referência no ensino da língua inglesa.


Se você deseja fazer um intercâmbio, não pode deixar a Ilha Esmeralda de fora da sua lista de opções. Para te ajudar a entender os tipos de visto, o custo de vida e todos os benefícios que o país tem a oferecer, criamos esse post. Enjoy it!

Por que estudar e trabalhar na Irlanda?

Pelo menos 86,4% dos imigrantes consideram a Irlanda um bom país para se viver. E o número não é à toa. São muitas as razões que transformam a Ilha Esmeralda em um dos destinos favoritos para quem deseja aprimorar o seu inglês, trabalhar e viver uma experiência pessoal inesquecível.

País hospitaleiro

Comparado ao jeito de ser dos brasileiros, o povo europeu ainda pode ser considerado um pouco frio, mas essa fama parece não incluir a Irlanda. Galway, Dublin e Cork, as 3 principais cidades irlandesas, já foram eleitas entre as 5 mais simpáticas do mundo, segundo a revista de turismo Travel + Leisure.
Mesmo com alguns problemas relacionados à xenofobia e o relato de estrangeiros que foram constrangidos de alguma maneira pela sua cor ou nacionalidade, a Irlanda ainda é um país conhecido pelo seu estilo de vida tranquilo, alegre e pela hospitalidade do seu povo.

Beleza e riqueza cultural

A riqueza cultural de um país com tantos imigrantes se reflete na gastronomia, na literatura e na música, que atraem pessoas pela magia e misticismo da cultura céltica. Já as paisagens formadas por ruínas, colinas, lagos, falésias, montanhas, castelos medievais e lindas cachoeiras transformam a Irlanda em um cenário único, que, além de render belas fotos para as redes sociais, propiciam uma experiência bem diferente da encontrada no Brasil.

Língua inglesa

A Irlanda tem um dos sotaques mais complexos dentre todos os países de língua inglesa. Porém, a complexidade em entender algo tão diferente facilita a compreensão dos dialetos de qualquer outro nativo do idioma.
Além disso, a maioria das escolas irlandesas tem uma qualidade de ensino reconhecida em todo mundo e se baseia no inglês britânico, falado na Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse inglês é considerado um dos tipos mais corretos quando se trata da pronúncia, já que o americano tem sons mais abertos e muitas vezes mais anasalados.

Facilidade de estudar e trabalhar

Mesmo com todas essas vantagens, o principal atrativo do país ainda é a sua facilidade de conceder vistos para pessoas que não apenas desejam estudar, mas precisam trabalhar para arcar com os custos do intercâmbio ou melhorar o seu nível de inglês de forma prática.
O salário mínimo na Irlanda é contabilizado por hora trabalhada. O pagamento médio por hora é de cerca de 9,15 euros. Para quem trabalha durante meio período (cerca de 20 horas por semana), é possível ganhar até 700 euros por mês.
Para comparar: nos Estados Unidos, os estudantes precisam passar por entrevistas prévias com o consulado. Estudantes matriculados em uma universidade integral não podem trabalhar até o fim do primeiro ano de curso; já os que estão em programas de intercâmbio encontram poucas opções de trabalho, normalmente em funções acadêmicas não remuneradas ou em programas especiais de au pair.

Baixo custo de vida

O custo de vida também é um diferencial considerável para quem tem um orçamento reduzido para investir no intercâmbio. Dublin é uma cidade mais acessível do que a maioria dos países europeus, como Londres (5ª cidade mais cara do mundo), quando se trata de moradia, transporte, alimentação, vestuário e entretenimento. Até mesmo São Paulo é considerada uma cidade mais cara para se viver do que a capital da Ilha Esmeralda.
A média de gastos mensais na Irlanda gira em torno de 250 a 350 euros de aluguel em um apartamento compartilhado, 25 de energia, 10 de internet, 100 de supermercado e cerca de 80 em transporte.

Brasileiros podem trabalhar e estudar na Irlanda?

De acordo com o órgão responsável pela imigração na Irlanda, chamado de Irish Naturalisation and Immigration Service (INIS), o Brasil é o 2º país não europeu com o maior número de residentes na Irlanda, um número que representa mais de 10% de toda a população de imigrantes de países fora da Europa.
Isso não é coincidência: o país é um dos destinos mais procurados pelos estudantes brasileiros, com a cidade de Dublin na 5ª posição, de acordo com a Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais (Belta).
Para muitos estudantes, a convivência com tantos conterrâneos pode atrapalhar no aprendizado do inglês, mas não é bem assim que funciona. 73% do total de estudantes internacionais são originários de países da União Europeia e de nacionalidades como Coreia, China e Índia.
As facilidades de visto e trabalho, a qualidade do ensino, a segurança e principalmente os menores custos de vida em relação a outros destinos fazem da Irlanda um dos países favoritos para quem deseja fazer um intercâmbio. Somente em 2014, o país registrou 39.600 intercambistas.

Visto

Chamados de STAMP, os vistos prévios para a Irlanda não são necessários para brasileiros a turismo por até 90 dias. Para os imigrantes com o propósito de estudar e trabalhar na Ilha Esmeralda, é preciso ter o visto STAMP 2.
Mesmo com os seus pré-requisitos, esse visto é um dos mais democráticos e fáceis de tirar, quando comparado a outros países normalmente procurados por estudantes. Suas principais condições incluem:

  • ter passaporte com validade de 6 meses;
  • se matricular em um curso com duração mínima de 25 semanas e receber uma carta de recomendação da escola;
  • ter seguro governamental ou privado de uma empresa irlandesa com cobertura mínima de 30 mil euros;
  • apresentar comprovação de residência na Irlanda;
  • ter o valor de 3 mil euros (cerca de 12 mil reais) para cobertura de despesas durante o período no país; e
  • pagar o valor extra de 300 euros, com cartão de crédito ou boleto bancário, destinado ao registro GNIB (documento que comprova que você está vivendo legalmente no país) na sua chegada à Irlanda.

Novas regras

Em janeiro de 2016, novas regras do governo irlandês para o visto de estudante passaram a entrar em ação. A reforma tem como objetivo conter os abusos trabalhistas sofridos por intercambistas e melhorar a qualidade do ensino de idiomas.
A mudança principal é a diminuição do tempo de visto para os estudantes, que passou de 1 ano a apenas 8 meses, com duração de aulas de 25 semanas (cerca de 6 meses). Já as férias, que também tinham duração de 25 semanas, foram reduzidas para 8 (cerca de 2 meses). Nesse período, o estudante pode trabalhar por até 40 horas semanais, entre os meses de maio e agosto e de 15 de dezembro a 15 de janeiro.
A frequência nas aulas também será monitorada de perto pelo governo. Para se manter no país como estudante, será preciso ter pelo menos 85% de frequência nas escolas.
A maior vantagem, no entanto, está na possibilidade de renovação do visto, que pode ser de até 2 vezes. Ou seja, o intercambista pode se manter no país por até 24 meses (2 anos) como estudante de inglês.

Entrada na Irlanda

Os estudantes brasileiros terão contato com a imigração ainda mesmo no aeroporto. É preciso apresentar a carta da escola, com confirmação da matrícula e o endereço de acomodação.
Para os intercambistas que ficarão de 30 a 90 dias, é concedido um visto provisório que permite a estadia no país. Já para quem ficará por um período maior, é preciso se registrar em até 1 mês na Gard National Immigration Bureau (GNIB), o escritório geral da imigração no país, para receber um visto até a data de término do seu curso.

Oportunidades de trabalho

A Irlanda é um dos destinos favorito dos brasileiros por permitir que o trabalho seja conciliado aos estudos, o que facilita a manutenção financeira no país e possibilita o custeio de outras viagens, principalmente pela Europa.
Os trabalhos mais comuns são os considerados informais no país, como auxiliar de limpeza, au pair (babá), atendente em empresas e estabelecimentos comerciais, bartender ou garçom. Também é possível se inserir em áreas ligadas à sua formação ou em empresas que contratam profissionais que falam Português.
Com o maior número de imigrantes estrangeiros, a concorrência é grande, por isso o estudante precisa estar pronto para deixar a vergonha de lado e correr atrás. O Facebook traz muitos grupos de ofertas de empregos, assim como o LinkedIn e as próprias escolas de idiomas. Porém, a principal forma de encontrar uma vaga é criar um bom network local com outros intercambistas e investir no aprendizado de inglês, fator diferencial para a contratação.

Quais são as principais cidades do país?

A capital da Irlanda é o destino favorito dos intercambistas, principalmente os brasileiros, que, em quantidade, perdem apenas para os chineses e indianos. Para quem deseja conviver mais com o povo local e melhorar o seu inglês, ou prefere gastar menos com o custo de vida, existem outras opções de cidades irlandesas igualmente atrativas e interessantes. Dá uma olhada!

Dublin

Além de capital da Irlanda, com cerca de 2 milhões de habitantes, Dublin é a cidade favorita dos intercambistas por reunir a vibração cosmopolita e o toque de cidadezinha do interior em um só lugar.
Sua localização privilegiada permite a locomoção rápida e barata para outros países da Europa, como a Inglaterra, e traz uma população conhecida pela educação e pelo estilo de vida mais tranquilo. Ou seja, você não encontrará pessoas tão rígidas com horários ou que não sabem apreciar uma pausa no dia para um bom café irlandês ou um “pint” de cerveja.
Os principais meios de transporte são o ônibus e um bonde chamado de LUAS. Há ainda um trem metropolitano, o DART, que liga a capital aos seus principais subúrbios e cidades pertencentes ao condado.
A temperatura dificilmente passa dos 20º C e é comum se deparar com uma leve garoa durante o inverno. Durante o verão, que começa em junho, é possível aproveitar a luminosidade do sol por mais tempo, das 5h às 21h.
As principais atrações da cidade são os museus com entrada gratuita, a fábrica da cerveja Guinness e o pub mais famoso da Irlanda, o Temple Bar.

Cork

Com um custo de vida mais barato do que Dublin, a 2ª maior cidade da Irlanda também é um destino muito procurado, principalmente pelos universitários. Sua principal facilidade se dá pela locomoção, com shoppings, escolas, bares e restaurantes a poucos metros de distância uns dos outros. É comum que os moradores andem apenas de bicicleta ou a pé.
Sua atração mais famosa é o Blarney Castle, construído há mais de 600 anos. Cork também é o ponto de partida para os condados de Kerry e as belas cidades de Killarney e Cobh. Durante o inverno, as temperaturas variam entre 4° C e 7° C; já no verão, a média é de 15º C e 20º C.

Galway

Apesar de ser uma cidade pequena, com apenas 70 mil habitantes, Galway é um excelente destino para quem deseja aprender inglês. O menor número de turistas obriga os estudantes a se comunicarem mais com o povo local e conhecer melhor as suas tradições.
Conhecida como “capital cultural da Irlanda”, a cidade, apesar de tranquila, é atrativa para as diversas tribos, principalmente as que dominam a cena artística, musical e teatral da Europa. Além de sede de famosos festivais como The Galway Arts Festival, que reúne artes visuais e música de todos os estilos, e o Galway Film Fleadth, um dos maiores festivais cinematográficos da Irlanda, a cidade fica perto de um dos principais destinos turísticos da Irlanda, o Cliffs of Moher.
O custo de vida é o maior atrativo de Galway, com passagens de ônibus por 1,90 euros e acomodações por 400 euros, para quem deseja morar sozinho. Dividir um apartamento ou quarto pode reduzir mais da metade desse valor.

Limerick

Considerada uma das cidades mais jovens da Irlanda, com metade da população com menos de 30 anos, Limerick fica a apenas 2 horas de distância de Dublin e tem poucos brasileiros.
Suas principais atrações turísticas são o King John’s Castle e a Catedral de St Mary. A maioria das pessoas se locomovem a pé por conta das curtas distâncias, mas é possível pegar ônibus por apenas 1,80 euros ou um passe de 10 viagens por 14 euros.

Como é a cultura e a culinária?

A culinária da Irlanda tem ingredientes muito apreciados também no Brasil, como a batata, a linguiça e o bacon. Com um estilo simples e rústico, o principal acompanhamento dos seus pratos são as bebidas destiladas ou cervejas artesanais, como a Guinness.
Os principais pratos típicos servem variações desses ingredientes, como o Irish Stew, um ensopado feito de carne de cordeiro e legumes, como cebola, cenouras e batatas; o Dublin Coddle, que leva batatas, bacon e linguiça defumada; e o Porridge, um mingau feito com aveia, quinoa ou milho, além dos Fish and Chips, ou simplesmente peixe empanado com batatas.
Para os amantes de café, o país é um paraíso, já que tem um dos tipos mais famosos e apreciados do mundo. A receita de 1940 leva café, uísque irlandês, açúcar e chantilly.
Quando se trata da cultura, o país também tem muitas peculiaridades. O parcelamento no crédito, por exemplo, é algo que praticamente não existe, somente em compras como carros e casas.
A sua bandeira é um símbolo de independência e unificação dos povos. A cor verde simboliza a antiga maioria da população gaélica de católicos romanos. O laranja representa o protestantismo e o branco, localizado no centro, significa a paz e a união entre as duas religiões e culturas.
O povo irlandês também é extremamente apaixonado por música. O país é a terra natal de talentos musicais como Bono, do U2, e Van Morrisson, por isso não será incomum encontrar apresentações musicais nos pubs e até mesmo nas ruas.
Se você é um amante de magia e tradição histórica, aprenderá muito sobre a mitologia celta e o rico período medieval do país. Essas características contribuíram significativamente também para a literatura irlandesa, principalmente com nomes como James Joyce e George Bernard Shaw.
Durante a sua estadia, você provavelmente participará da famosa comemoração do Saint Patrick’s Day, ou Dia de São Patrício. Essa festa anual, geralmente comemorada no dia 17 de março, celebra a morte do padroeiro da Irlanda e reúne milhares de pessoas nas ruas ou nos pubs.
Esses locais também se tornaram uma tradição da cultura irlandesa para quem deseja apreciar uma boa cerveja artesanal e encontrar pessoas de todos os lugares do mundo.

Curiosidades

A Irlanda é um cenário estonteante de beleza e curiosidades que atrai milhares de turistas. Por exemplo: você sabia que a Irlanda do Norte é uma das locações favoritas dos conflitos e guerras da saga de Game of Thrones? Ou que a Irlanda é considerada o 10º melhor lugar do mundo para se criar uma criança, ou ainda que cerca de apenas 3% da população fala irlandês (ou gaélico) fluentemente?
Confira outras curiosidades sobre a Ilha Esmeralda antes de embarcar na sua viagem!

Nas telas

Além de Game of Thrones, a Irlanda já serviu de paisagem para outros filmes e seriados, como a saga Harry Potter, Coração Valente, P.S. Eu Te Amo, Casa Comigo, Ventos da Liberdade e Philomena.

Entrada gratuita

Dublin é uma cidade especial para os amantes da arte e da cultura, já que todas as galerias e museus possuem entrada gratuita.

Destaque nos esportes

A Irlanda tem o 5º melhor time de rugby do mundo, no total de 101. O esporte é idolatrado no país, assim como o futebol no Brasil.
E por falar em futebol, a melhor classificação da Irlanda na Copa do Mundo FIFA foi um amargo 7º lugar. O país participou da competição apenas 3 vezes, em 1990, 1994 e 2002, ano do pentacampeonato brasileiro.

População bondosa

O  país é considerado o mais caridoso e altruísta da Europa.  De acordo com o órgão World Giving Index, 70% da população irlandesa contribui financeiramente para a caridade, 37%, para trabalhos voluntários, e 64%, em ajuda a estranhos.

Irlandeses por aí

A população total da Irlanda é de cerca de 4,5 milhões de habitantes; porém, existem mais 80 milhões de cidadãos irlandeses, por ancestralidade, espalhados pelo mundo.
Devido à Grande Fome Irlandesa, no século XIX, houve uma emigração em massa do país (cerca de 1,5 milhões de pessoas), além de 1 milhão de mortes, o que diminuiu a sua população. Somente nos Estados Unidos, 11,2% da população tem ascendência irlandesa, o que corresponde a um número cerca de 7 vezes maior que a própria população da Irlanda.

Cerveja muldialmente famosa

O país ocupa o 4º lugar na lista mundial dos maiores consumidores de cerveja por pessoa. Os dados explicam a quantidade de pubs famosos e a origem de uma das cervejas mais apreciadas mundialmente, a Guinness.
Fazer um intercâmbio na Irlanda é a opção ideal para quem deseja combinar um ensino de qualidade, com diversão e aprendizado cultural. E o melhor: sem gastar muito.
Por ser um país aberto e repleto de brasileiros, dificilmente você se sentirá deslocado ou sozinho durante a sua viagem. Para quem deseja imergir de cabeça na língua inglesa, o cenário é ainda mais favorável, com uma população hospitaleira e com outros estrangeiros que, assim como você, estão se aventurando em uma experiência nova, mas completamente emocionante.
E então, passou a considerar a possibilidade de estudar e trabalhar na Irlanda? Para acompanhar outras novidades para o seu intercâmbio, não deixe de assinar nossa newsletter!
Veja também aqui algumas opções de cursos na Irlanda.
[captacao-banner conteudo_titulo=”Receba dicas e promoções de intercâmbio” formid=”28499153-72a0-4ce0-ac6a-f8f87fc17b8a” conteudo_descricao=”Deixe seu email e receba dicas e promoções para estudar e trabalhar no exterior.”]