Data Representação de um calendário 09/11/2015

10 dicas para conseguir o visto para seu intercâmbio

10 dicas para conseguir o visto para seu intercâmbio

O momento de conseguir o visto para seu intercâmbio é sempre cheio de dúvidas e questionamentos. Afinal, os vistos de estudo, ou de intercâmbio que envolva também trabalho, são mais difíceis e burocráticos de conseguir, exigem maiores comprovações que os vistos de turismo, entre outras coisas. Então, como proceder nesse momento? O que é preciso ter em termos de documentação? Como se portar na hora da entrevista? Para ajudar nesse momento de dúvidas, preparamos o post de hoje. Confira e boa viagem!

Esteja com toda a documentação em dia

Independentemente do país de destino, esteja sempre com sua documentação em dia antes de iniciar o processo de obtenção do visto. Cada país tem uma exigência diferente, então é possível que você tenha que esperar prazos de vacinação, de emissão de passaportes, de atestados escolares, de comprovação de renda, entre outros documentos. Para evitar ter que atrasar sua viagem por causa disso, comece cedo a preparar seus documentos.

Prepare-se para a entrevista

Alguns países exigem que seus candidatos realizem entrevistas presenciais prévias, como é o caso dos Estados Unidos. Antes de ir para sua entrevista, é possível encontrar na internet as perguntas mais frequentes, até mesmo em sites oficiais. Por isso, consulte o consulado do país de destino. As perguntas mais comuns visam verificar se você tem vínculos no Brasil (de renda, acadêmicos, familiares etc.), se você apresenta algum risco de imigração para o país de destino, entre outras coisas. Prepare-se para respondê-las com segurança e evite o nervosismo!

Treine seu inglês

Ao se preparar para as entrevistas, peça para um amigo ou familiar lhe fazer perguntas em inglês. Algumas entrevistas de visto são realizadas em português, mas isso fica por conta do agente consular. Por isso, é importante estar com o inglês em dia.

Planeje sua viagem antes do processo de obtenção do visto

É importante, no tempo da entrevista, já ter planejado boa parte de sua viagem. Isso comprova para o agente consular seu interesse em fazer um intercâmbio sério. Escolha cursos de boa reputação, solicite cartas de aceite, de recomendação e outros documentos eventualmente exigidos pelo país de destino.

Faça uma planilha orçamentária

O processo de obtenção de um visto e preparação de um intercâmbio é bastante custoso, por isso é importante se planejar. Verifique as taxas exigidas para cada país, o valor dos cursos no exterior, passagens e até mesmo as taxas de câmbio.

Tenha comprovantes de renda em mãos

Um dos documentos mais importantes para verificar seu vínculo com o Brasil e a possibilidade de se sustentar no exterior é o comprovante de renda. Isso pode ser desde um contracheque ou extratos bancários até sua declaração de Imposto de Renda. Caso você ainda não tenha renda, é possível apresentar a documentação de parentes mais próximos, como pais e cônjuges.

Não minta

Seja no preenchimento dos formulários para solicitação do visto ou durante a entrevista, nunca minta! Esse tipo de erro pode ser fatal para a concessão de seu visto, já que os agentes consulares podem ter informações registradas sobre parentes seus morando no exterior, viagens anteriores que você fez, entre outras coisas.

work-travel-banner

Consulte sites oficiais e confiáveis

Há muitas empresas especializadas no auxílio de intercambistas para a obtenção de vistos. Por mais que muitas delas tenham bastante tempo de atuação no mercado, é importante que você também verifique em sites oficiais se todas as exigências do país de destino foram cumpridas. Isso evita surpresas no processo de obtenção do visto.

Responda às perguntas objetivamente

Em entrevistas e no preenchimento dos formulários, não enrole: seja objetivo. Responda com clareza e de forma sucinta as perguntas que lhe forem formuladas. O objetivo é trazer as informações pedidas pelos agentes consulares e facilitar o processo de análise do pedido.

Pesquise as condições de intercâmbio de cada país

As dicas anteriores são importantes para qualquer que seja o país de destino que você escolha. No entanto, é imprescindível saber exatamente as exigências de cada país. Alguns exigem vacinação prévia, outros não permitem que o intercambista trabalhe enquanto estuda. Cada um desses aspectos deve ser considerado antes de fazer sua escolha e, posteriormente, aplicar para obter um visto.
Pensando nisso, listamos as principais particularidades para a obtenção de visto nos países mais procurados por intercambistas.

Estados Unidos

O processo de obtenção de visto de intercâmbio para os Estados Unidos exige, atualmente, entrevistas pessoais no consulado. Também é necessário uma carta de aceite da universidade ou escola onde você irá estudar, no caso de intercâmbios de estudo. O processo de requerimento do visto é bastante ágil, mas vale a pena solicitar com maior antecedência. Para saber como solicitar um visto para os Estados Unidos, acesse o site da instituição oficial.

Canadá

O processo de obtenção de visto de intercambista para o Canadá não exige a realização de entrevista presencial. Assim como para os Estados Unidos, é necessário comprovar antes da viagem suas intenções de estudo no país, seus vínculos com o Brasil e sua capacidade de passar um período trabalhando (caso assim o deseje) sem a intenção de imigrar definitivamente para o país. Para verificar os documentos necessários para abrir sua solicitação, basta acessar o site do governo canadense.

Austrália

Na Austrália, o processo de obtenção de visto de intercâmbio ocorre por meio de solicitação ao consulado, com ao menos 21 dias úteis de antecedência. Exige-se exame médico para atestar a saúde do estudante, comprovação de capacidade financeira e o preenchimento de formulários específicos, que você encontra no site da embaixada.

Irlanda

Para estudar e trabalhar na Irlanda, não é necessário buscar uma concessão prévia de visto. O processo de emissão é feito no próprio aeroporto, no setor de imigração. O país lhe fornece um prazo de 30 dias para permanência no país e um número de identificação. Com esse número, você pode se matricular em uma escola de idiomas, abrir uma conta em bancos irlandeses e, posteriormente, requerer uma extensão do prazo de permanência no país. Para períodos superiores a 90 dias, é preciso ter ao menos 500 euros por mês de permanência no país depositados nessa conta. Saiba mais informações sobre o processo de obtenção de visto de permanência na Irlanda no site da embaixada Irlandesa.

Nova Zelândia

Para intercâmbios para a Nova Zelândia, só é necessário fazer solicitação prévia de visto de estudante para a realização de cursos cuja duração seja superior a três meses. Para períodos de intercâmbio menores que esses, o visto é de turismo e sua emissão ocorre no próprio aeroporto. Para mais informações sobre o processo de concessão de vistos para a Nova Zelândia, acesse o site da embaixada.
Com essas dicas de conseguir o visto para seu intercâmbio, ficou mais fácil viajar, não é mesmo? É importante lembrar, no entanto, que essas regras de solicitação de visto podem mudar com o tempo. Por isso, você deve sempre consultar informações atualizadas sobre o tema!
Você ainda tem dúvidas sobre o processo de obtenção de vistos? Tem outras sugestões para quem está planejando o próprio intercâmbio? Compartilhe aqui com a gente nos comentários!
A Intercultural é o seu portal para estudar no exterior.  O mundo te espera! Acesse: https://www.maisintercambio.com.br/

estudar-canada-banner