Devo viajar mesmo com o Coronavirus? - Intercultural
Data Representação de um calendário 10/03/2020

Devo viajar mesmo com o Coronavirus?

Se você está com viagem marcada, quase embarcando, e se perguntando: mesmo com o Coronavirus, devo viajar? LEIA ESTE POST!

Devo viajar mesmo com o Coronavirus

Você sabe que tá rolando a maior crise mundial por causa de um vírus com nome de cerveja (se você esteve ausente do mundo nos últimos dias, é o Coronavirus).

Você sabe que tá todo mundo tenso, voos sendo cancelados, cidades fechando pra evitar que essa bomba se espalhe ainda mais.

Bem lá no fundo, provavelmente isso tudo te pareça muito exagerado. E você só quer viajar.

É o seu sonho! Você se programou a vida inteira pra isso! Economizou a cerveja no rolê (nem pensou em beber Corona, que é cara pra diabo), pediu pra vó dar dindim de Natal, Páscoa e dia das crianças (pra sua vó, você sempre será uma), juntando grana pra conhecer aquele lugar irado, onde os amigos já foram e, aliás, só faltava você postar aquela foto instagramável.

Aí entra esse tal de COVID-19 na jogada e todo mundo começa a te dizer: pirou? Não é época de viajar. E o risco de voltar e ter que ficar preso em casa, em quarentena?

Você começa a ficar cabreiro. Desconfiado. E se eles tiverem razão? Sua mãe já fica te buzinando: não vai mesmo!

E agora? Era justo agora que eu tinha planejado ir. Eu só queria viajar! Ainda quero! O que eu faço?

O que fazer?

A resposta é: CALMA. 

O lugar para onde eu vou oferece risco para a minha saúde? Para outros à minha volta?

Como vou saber? A essa altura, certamente você já sabe que tem sites oficiais pra isso. Seja objetivo. Estude. Pesquise. Veja o grau de risco do seu itinerário. Verifique se o Coronavirus já chegou no lugar do seu destino. O quanto está afetando a vida local. Use fontes confiáveis. E tome a melhor decisão.

Estão voando pra lá? Se sim, pode ir. Se não, vai ter que adiar para um outro momento.

Adiar até quando?

Uma crise aguda, como o próprio nome diz, não se sustenta por muito tempo. Vai passar. Já houve outras. Gripe H1N1, crise financeira de 2008, o dólar passou de 1 pra 2, de 2 a 4 e agora tá em 5. Já houve ataque terrorista em que se achou que o mundo ia simplesmente acabar. Que ninguém nunca mais ia viajar! O que aconteceu depois? As pessoas passaram a tirar sapatos e laptops e casacos e líquidos e colocarem na bandeja, e continuaram a viajar.

Pode ser que mude tudo? Pode. Ainda assim, a humanidade vai continuar vivendo. Viajando. Conhecendo lugares diferentes. Imigrando. Indo e vindo. Calma. 

Você vai poder viajar. Pode ser que consiga agora. Pode ser, entretanto, que seus planos sejam adiados temporariamente. Se, porém, concluir que não dá pra ser agora, tudo bem. Mas, certamente, você ainda vai viajar.

E se, por um vírus com nome de cerveja, você for obrigado a desistir, tudo bem.

Isso também vai passar e você ainda vai viajar. 

Se você concorda, deixe seu comentário AQUI. Compartilhe esse post!