Data Representação de um calendário 01/07/2022

5 motivos para atravessar o oceano e ir morar na Europa

Morar na Europa é um sonho perfeitamente possível! Confira 5 motivos para você atravessar o oceano, morar na Europa e conhecer o mundo!

A frase “morar na Europa” já é atrativa por si só. Imagine morar lá por razões verdadeiramente irrecusáveis? Sim, porque motivos não faltam e podemos provar!

São inúmeras as vantagens de se morar na Europa. Mas, como não cabem em apenas um artigo, vamos resumir em 5 tópicos, ok? Garantimos que só os 5 já vão te convencer a largar tudo e ir correndo, ou melhor, voando para o velho continente!

Morar na Europa é algo que está em seus sonhos, mas você ainda não criou coragem? Então, vamos ao que interessa. Veja abaixo como se motivar!

5 motivos para morar na Europa

  1. Facilidade para conhecer outros países
  2. Poucas diferenças sociais
  3. A saúde é integrada
  4. A área da segurança funciona
  5. Qualidade de ensino

1. Facilidade para conhecer outros países

Esse motivo não poderia faltar porque é algo que agrada muito quem vive por lá. Isso porque tudo é muito perto na Europa. É possível visitar um novo país a cada final de semana.

Por exemplo, você pode ir de Lyon a Turim e de Reims a Bruxelas, de carro – e cada viagem dura menos de 3 horas! Além disso, as estradas facilitam por serem boas. E se você não tiver carro, pode ir de trem ou avião para outros países rapidamente!

Sempre tem promoção de bilhetes aéreos e ferroviários. Para se ter uma ideia, dá pra encontrar trechos de €10 em algumas épocas do ano.

Outra vantagem é que você também pode economizar com a hospedagem. Existem hostels super acessíveis e com pessoas do mundo inteiro para você garantir aquela troca cultural que faz muito bem.

Já pensou dormir em Paris e acordar em Munique? Fazer um tour pela Europa em poucos dias é possível!

2. Poucas diferenças sociais

A desigualdade social na Europa é bem menor que no Brasil. Tudo bem que existem milionários como em qualquer canto do mundo e pessoas morando na rua, mas isso é menos perceptível.

No velho continente, o que chamamos de “subemprego”, como de faxineira, atendente de loja, babá, entre outros, é considerado tão digno quanto um gerente de uma multinacional, um advogado ou um médico.

Além disso, os salários são correspondentes aos pisos. Na Europa, todas as profissões são valorizadas.

banner-dicas-viagem

E sabe o que é mais interessante? No metrô você encontra todas as classes sociais reunidas, tanto média, como alta. Isso porque o metrô funciona!

É possível comprar de tudo no mercado, porque o preço é correspondente aos salários. Ainda, o acesso a lazer, segurança, saúde e educação é bem mais fácil.

Resumindo: se você pretende estudar na Europa, espere encontrar muita qualidade de vida!

3. A saúde é integrada

Geralmente, nos países europeus, todas as famílias têm um médico de família que o próprio estado atribui – com custos acessíveis.

Alguns países ainda oferecem o direito a um cartão europeu de seguro de doença, que garante que o beneficiado tenha assistência médica em qualquer um dos Estados Membros.

4. A área da segurança funciona

Para se ter uma ideia, de acordo com o Global Peace Index (2021), dos dez países mais seguros do mundo, oito são europeus.

A Islândia ocupa o primeiro lugar da lista, seguida por Nova Zelândia, Dinamarca, Portugal, Eslovênia, Áustria, Suíça, Irlanda, República Tcheca e Canadá.

Essa lista é publicada todos os anos e sempre mantém os países europeus nas primeiras colocações. Ou seja, se você busca segurança, já sabe que pode morar na Europa tranquilamente.

5. Qualidade de ensino

Se você chegou até o nosso site e deseja estudar na Europa, pode ter certeza que será uma das melhores escolhas da sua vida.

Universidades como Oxford, Cambridge e Imperial College London, no Reino Unido, por exemplo, estão nas listas das melhores do mundo. Isso porque as cooperações transfronteiriças na Europa formaram uma forte comunidade acadêmica internacional que conduz pesquisas de ponta.

E aí, deu vontade de morar na Europa? Não passe vontade, não! Passe na Intercultural agora mesmo e planeje o seu intercâmbio!