Data Representação de um calendário 25/10/2021

Salário Mínimo na Itália e Demanda de Emprego (2021)

Acesse e confira quais são as diferenças entre o salário mínimo na Itália e também quais as principais oportunidades para estrangeiros no país.

Mudar de país exige saber alguns detalhes importantes sobre ele. Conhecer as características do emprego e o salário mínimo da Itália é um fator importante para quem está planejando mudar de país. 

A primeira coisa a se destacar é que não existe o conceito de salário mínimo na Itália, como o conhecemos no Brasil. 

Mas, se não existe salário mínimo na Itália, como são organizados e distribuídos os valores mínimos aos trabalhadores no país? Explicamos tudo para o seu intercâmbio na Itália. 

Qual o salário mínimo na Itália: quanto se ganha no país? 

A Itália é, com certeza, um ótimo destino para quem quer conhecer uma nova cultura e uma gastronomia famosa no mundo inteiro

E, para quem quer estudar e trabalhar no exterior, o país também pode trazer novas experiências enriquecedoras. 

Como dissemos, não existe um valor mínimo na Itália e o mesmo se aplica para diversos países da União Europeia. 

O que existe é um valor mínimo que deve ser pago aos trabalhadores adeptos do CCNL (Contratto collettivo nazionale di lavoro) – algo bem parecido com a CLT aqui no Brasil. 

Esse valor mínimo não pode ser inferior a €7 por hora trabalhada e uma estimativa do salário médio no país é de €1500,00.

Mas esse valor pode variar muito de acordo com cada categoria de trabalho, negociada através de seus sindicatos. 

A única regra é não ser inferior a €7 por hora trabalhada. 

É importante destacar que o CCNL não enquadra profissionais em regime freelancer, autônomo ou em regime de Pessoa Jurídica. 

Estrangeiros podem trabalhar legalmente na Itália? 

Sim, é permitido que estrangeiros trabalhem legalmente na Itália, desde que cumpram alguns requisitos.

Para quem quer trabalhar legalmente na Itália, as áreas que mais costumam empregar estrangeiros são em restaurantes, bares e cafés. Confira algumas posições:

  • Garçom
  • Barman  
  • Barista
  • Ajudante de cozinha
  • Lava-pratos

work-travel-banner

Não por acaso, quanto mais turística a cidade, como é o caso de Roma e Veneza, maior a oferta de empregos.

Outras opções menos populares são:

  • Fábricas.
  • Áreas de beleza e estética.
  • Construção civil.
  • Agricultura.

É importante destacar que a Itália possui um conhecimento restrito do inglês. Por isso, se você está pensando em trabalhar na Itália, é bom investir no italiano.

A Intercultural possui parceria com diversas escolas de italiano, todas com reconhecimento internacional e metodologia de ensino de ponta. 

Além disso, com o visto de estudante, é possível trabalhar legalmente na Itália. Com certeza, a oportunidade de estudar e trabalhar na Itália é o que faltava para você imergir de vez na cultura. 

Mas, para isso, é necessário solicitar uma permissão de trabalho para trabalhar dentro da União Europeia. 

Caso consiga, o visto de estudante permite que alunos estrangeiros trabalhem até 20 horas semanais durante seus estudos. 

O mercado de trabalho na Itália e os diferentes tipos de categorias

Na Itália, as profissões são enquadradas em até 7 diferentes categorias. 

A categoria de nível 1 é a mais alta e a categoria de nível 7, a mais baixa. 

Quanto mais perto do nível 1, mais alto é o piso salarial de uma categoria.

Segundo a lei italiana, o mínimo que um profissional nível 1 deve receber é de: €2.697,77. Enquanto a um profissional do nível 7 é de: €1.281,31.

Mas, além do nível de uma categoria, outros fatores podem influenciar no valor do salário individual, como, por exemplo:

  • Tempo de experiência em uma área. 
  • Grau de estudos.
  • Nível de qualificação.
  • Idade. 

Intercâmbio na Itália para decolar com a Intercultural


Agora que você já sabe mais sobre o salário mínimo da Itália e algumas das oportunidades para estrangeiros, que tal conversar com um de nossos especialistas e decolar com a gente?

estudar-canada-banner