Data Representação de um calendário 13/04/2021

Trabalho Voluntário na África do Sul: Escolha o Seu!

Entenda a importância do programa de voluntariado. Conheça as principais modalidades de intercâmbio para trabalho voluntário na África do Sul.

O intercâmbio para trabalho voluntário na África do Sul é aquele tipo de intercâmbio que deixa o coração quentinho: são inúmeras possibilidades de trabalho humanitário, ambiental e animal.

Além de exercer o trabalho voluntário na África do Sul, o estudante tem a oportunidade de aprender e aperfeiçoar o inglês e desenvolver habilidades únicas, as chamadas soft skills, que contemplam empatia, relacionamento, liderança, dentre outras.

E, ainda, realizar um trabalho voluntário na África do Sul é a oportunidade de interagir intensamente com a população local e demais voluntários provenientes do mundo todo. Nesse sentido, permite uma legítima vivência da diversidade cultural.

Mas, acima de tudo, o trabalho no exterior durante o intercâmbio voluntário proporciona a satisfação de fazer a diferença na vida de comunidades carentes, transformando suas vidas para melhor.

Então, se você gostaria de ajudar as pessoas nas suas necessidades mais básicas, contribuir com a preservação do meio ambiente natural e dos animais, o trabalho voluntário no exterior é perfeito para você! 

Com certeza, o trabalho voluntário no exterior vai proporcionar para você uma magnífica e transformadora experiência de vida internacional

Inclusive, é tão importante que o Dia Nacional do Voluntariado foi oficialmente instituído em 1985 e reforça a importância da solidariedade e do trabalho voluntário à sociedade.

Alinhada com a dinâmica mundial, a Intercultural oferece diversas opções de intercâmbio com trabalho voluntário na África do Sul. Confira a localização do país e as áreas dos respectivos programas!

Trabalho voluntário na África do Sul: áreas de atuação

  • Ambiental
  • Animal
  • Saúde

Programa de voluntariado Ambiental

Os programas de intercâmbio voluntário ambiental incluem 5 opções de trabalho voluntário na África do Sul. Todos eles são focados na promoção do desenvolvimento sustentável e na preservação dos ambientes naturais. 

1 – Urban Farming

Este programa de agricultura urbana acontece na Cidade do Cabo e permite que o participante experimente agricultura sustentável, educação e promoção da saúde. 

O objetivo deste projeto é incentivar a mudança na forma como o público se relaciona com a compra, o consumo e o descarte dos alimentos.

O programa NÃO inclui as passagens aéreas, a alimentação, a hospedagem e o transporte local. Assim como, a emissão de passaporte e visto, seguro-saúde, vacinas, e demais despesas pessoais são por conta do participante.

2 – Wildlife Research Project (Mossel Bay)

Localizado em Mossel Bay, entre as cidades do Cabo e Porto Elizabeth, este projeto é focado na conservação e sustentabilidade da vida selvagem e dos ecossistemas africanos.

As atividades dos intercambistas voluntários incluem proteção e estudo da fauna africana, educação ambiental, ecoturismo, ética sustentável, dentre outras. 

Passagens aéreas, seguro-saúde e demais despesas pessoais NÃO estão incluídas neste programa de voluntariado. 

3 – Ocean Conservation (Plettenberg Bay)

Este projeto tem o objetivo de pesquisar e monitorar a baía de Plettenberg a fim de manter a salvo a vegetação e fauna locais. O projeto é parte de uma comunidade de voluntários dedicados à conservação marinha na África do Sul.

As atividades desenvolvidas pelos voluntários incluem: coleta de isca para aquários; limpeza das praias; monitoramento de baleias e golfinhos por satélite, e assistência aos centros de conservação e reabilitação locais.

As chegadas para ingressar no projeto são às segundas-feiras, a idade mínima é de 18 anos e o participante deste intercâmbio voluntário precisa ter o nível de inglês upper intermediate.

Refeições, passagem aérea, despesas pessoais e seguro de saúde NÃO estão incluídos.

4 – Wildlife Conservation (Windhoek)

Este projeto acontece numa reserva de 3,2 mil hectares, que é utilizada como santuário para diversas espécies de animais órfãos e feridos.

As atividades desenvolvidas vão desde alimentar e passear com os animais, até contribuir com o bem-estar médico dos animais. Também inicia e termina todas as segundas-feiras e está disponível para intercambistas maiores de 18 anos e com nível de inglês upper intermediate.

Refeições, passagens aéreas, seguro saúde e demais despesas pessoais NÃO estão incluídas.

5 – Centre for Endangered Species (Hoedspruit)

Para participar desse programa, o voluntário precisa ser maior de 18 anos e possuir inglês mínimo nível pós-intermediário. Com início e término em todas as segundas-feiras, foca no desenvolvimento de uma consciência de conservação ampla e em escala global. 

Procura capacitar os participantes para participar ativamente da manutenção da vida selvagem na África do Sul, sobretudo dos guepardos e outros felinos. NÃO inclui passagem aérea, despesas pessoais e seguro de saúde.

Programa de voluntariado Animal

Os 4 programas de intercâmbio voluntário na área animal têm como principal objetivo o trabalho voluntário no exterior para a conservação e resgate de animais ameaçados, como leões, tigres, macacos, aves, tubarões, e elefantes.

work-travel-banner

Assim, acontecem em parques e locais criados como reservas naturais destes animais.

1 – Domestic Animal Shelter

Esta é uma iniciativa para salvar e reabilitar animais domésticos que foram abandonados, maltratados e negligenciados para que, posteriormente, possam ser adotados. Também colabora no controle do número de animais, promovendo sua esterilização.

Este programa NÃO inclui passagem aérea, despesas pessoais, seguro de saúde e Transporte Hospedagem-Projeto-Hospedagem.

2 – African Cat Sanctuary (Stanford)

O African Cat é um santuário sustentável que abriga inúmeras espécies de grandes felinos nascidos em cativeiro, protegendo-os durante toda as suas vidas. 

O projeto acredita na conexão entre a conservação ambiental e animal e realiza diversas ações sustentáveis, inclusive, priorizando a utilização da energia solar.

Este programa NÃO inclui passagem aérea, despesas pessoais e seguro de saúde.

3 – African Horizon (Thornhill)

Neste projeto, os voluntários trabalham no parque, que é uma reserva natural e abriga animais sul-africanos como: guepardos, saguis, macacos-esquilos, suricatos, pequenos cangurus, antílopes e até um crocodilo. 

O parque recebe visitantes diariamente e conta com restaurante e espaços para piqueniques. O projeto ainda dá suporte ao centro de reabilitação animal situado entre Jeffreys Bay e Port Elizabeth.

Este programa NÃO inclui passagem aérea, despesas pessoais e seguro de saúde.

4 – Scuba Diving Conservation 

Realizado na região da baía de Sodwana, este projeto possibilita que voluntários mergulhem para coletar informações fotográficas sobre tartarugas, arraias, baleias e tubarões. Mesmo sem experiência de mergulho, os participantes podem fazer um curso na chegada.

Este programa NÃO inclui passagem aérea, despesas pessoais e seguro de saúde.

Programa de voluntariado na Saúde

O programa de intercâmbio voluntário na área da saúde procura auxiliar crianças mais carentes e que necessitam de ajuda com os cuidados básicos, além de carinho e atenção. 

Recovery Hospital

O objetivo aqui é oferecer cuidados e amor às crianças que estão recuperando seu estado emocional, pois não podem voltar às suas casas por questões médicas ou sociais.

Acompanhado por enfermeiras qualificadas, o voluntário trabalha para suprir o lado afetivo das crianças menores e mais necessitadas que estejam se recuperando de cirurgias e estados de saúde crônicos. 

Este programa NÃO inclui passagem aérea, despesas pessoais, refeições e seguro de saúde.

Dúvidas frequentes: trabalho voluntário na África do Sul

Qual a duração do programa de voluntariado?

Normalmente, os programas têm duração mínima de 2 semanas, sem duração máxima. Contudo, o brasileiro tem permissão para ficar até 90 dias com visto de turismo na África do Sul.

Os voluntários recebem algum tipo de auxílio para ajudar a cobrir as despesas básicas?

Na maioria dos casos, os lugares dos projetos são distantes dos grandes centros e, por isso, já inclui a acomodação e a alimentação. Entretanto, nenhuma ajuda financeira é fornecida.

O que está incluso no programa?

O programa de voluntariado NÃO é gratuito e o participante vai precisar arcar com as suas despesas pessoais, de emissão de passaporte e visto, de passagens aéreas e seguro-saúde (podem ser comprados com a Intercultural), dentre outros extras.

Mas nosso pacote é bem completo e já inclui:

  • Traslado de chegada e partida (consulte datas e aeroportos);
  • Orientação, treinamento e kit de boas-vindas;
  • Hospedagem 
  • Refeições (café da manhã, almoço e jantar)
  • Transporte Hospedagem-Projeto-Hospedagem.

Quando é melhor para fazer trabalho voluntário na África do Sul?

A melhor época para ser voluntário na África do Sul depende dos seus objetivos: onde você quer ir, o que quer fazer e como você gostaria de passar seu tempo livre. 

Em primeiro lugar, escolha o projeto que mais tem a ver com o seu perfil e a sua vontade de ajudar. Depois, verifique a disponibilidade e faça as malas com a bagagem de acordo com o projeto e o local.

Com relação ao clima, a África do Sul não é um país frio. Os meses mais quentes (e também quando chove mais) são de novembro a fevereiro, quando as temperaturas variam entre 21ºC e 32°C. 

O inverno é relativamente seco e ameno, com variações de temperatura entre mínimas de 8ºC e máxima de 23ºC. Confira o clima na Cidade do Cabo agora!

Enfim, se você gostou de saber mais sobre o trabalho voluntário no exterior e quer fazer a diferença no mundo e melhorar a vida das pessoas, conte com a Intercultural.

Temos diversas opções de programas de viagens com trabalho voluntário na África do Sul que podem ser ideais para você! Confira mais detalhes dos programas de intercâmbio voluntário e confirme a sua participação ainda hoje. O mundo todo agradece!

Referências:

https://www.goodhopevolunteers.com/

estudar-canada-banner