Data Representação de um calendário 26/08/2016

Vai fazer intercâmbio? 4 mitos que você precisa derrubar

Vai fazer intercâmbio? 4 mitos que você precisa derrubar

Quem pretende fazer intercâmbio frequentemente é tomado por inúmeras dúvidas relacionadas, por exemplo, à escolha do país, quanto tempo é necessário para obter a fluência no idioma, onde ficar, enfim, a lista é interminável.
Entretanto, muitos questionamentos não passam de mitos no que diz respeito a fazer intercâmbio. Por isso, nesse post, selecionamos 4 mitos para ajudá-lo em sua viagem. Afinal, quanto mais segurança e certezas houver no processo, melhor para seu aprendizado!

1. Intercâmbio é apenas para jovens

Engana-se quem pensa que somente jovens estão à procura de intercâmbios. Atualmente, muitos adultos e até mesmo idosos aposentados buscam experiências em outros países, tanto para aprofundarem o conhecimento em novas línguas, quanto para atuarem em trabalhos voluntários.
Apesar da grande maioria ainda ser de jovens, principalmente dos 15 aos 28 anos, a taxa de participação dos mais experientes vem aumentando.
Portanto, saiba que os intercâmbios estão abertos para pessoas de todas as idades, com um leque muito rico de possibilidades, conhecimentos e vivências.

work-travel-banner

2. É impossível aprender e se divertir ao mesmo tempo

Mesmo sendo uma atividade que exige dedicação integral, principalmente nas aulas e estudos, sempre há tempo para novas experiências. Inclusive, faz parte do processo de aprendizado conhecer novas pessoas, aprender sobre a cultura local e interagir em eventos sociais e festivos.
A sociabilização é um ingrediente importantíssimo na prática do idioma escolhido e contribui em muito para aumentar a sua fluência.
Assim, planeje bem o seu tempo, pois sempre haverá espaço para reservar umas horinhas para um bom lazer e divertimento, o qual não deixa de ser fundamental para a experiência que você vivenciará.

3. Fazer intercâmbio é muito caro

Ao contrário do que muita gente pensa, fazer intercâmbio não é tão caro quando comparamos, por exemplo, ao valor das mensalidades de muitas escolas ou universidades privadas do Brasil.
Há preços acessíveis, de acordo com o país escolhido e, ainda, em alguns países, possibilidades de você trabalhar de maneira temporária para custear parte da viagem.
Além disso, também tem a escolha de morar em casas de outras famílias, o que pode ser um fator de economia, tendo em vista que haverá menos gastos com alimentação, pois muitas oferecem refeições diárias.
Desse modo, fazendo um planejamento prévio, é possível economizar bastante e fazer um curso intensivo no idioma de sua escolha ou até mesmo cursar um preparatório para universidade no exterior, com valores compatíveis aos praticados no Brasil.

4. É preciso ter domínio do idioma

Mais um mito. Muita gente aterrissa em outro país sem ter a fluência no idioma e, apesar de as dificuldades serem maiores, não se trata de nenhum impedimento.
Vale à pena você ter uma boa base do idioma antes de fazer o intercâmbio, mas chegar falando fluentemente não é uma regra. Pelo contrário, fazer intercâmbio é uma maneira de aprimorar o idioma. Inclusive, muitas escolas do exterior iniciam pelo nível básico.
Além disso, nos primeiros dias você poderá se virar por meio das universais mímicas e até mesmo utilizando aplicativos para melhorar a pronúncia. Não tenha vergonha e vá em frente!
Como você percebeu, existem vários mitos em torno de fazer intercâmbio. Desse modo, o mais importante é ter uma decisão firme e bem planejada de modo a transformar a experiência do intercâmbio em realidade.
Afinal, a fluência em outros idiomas, além dos horizontes abertos por meio dos conhecimentos culturais, são grandes diferenciais para quem deseja obter maior sucesso na carreira profissional.
Gostou das nossas dicas? Então compartilhe este artigo nas suas redes sociais para que seus amigos e familiares também fiquem por dentro dos mitos que envolve fazer intercâmbio!
Saiba mais sobre as opções de intercâmbio que oferecemos no site da Intercultural.

estudar-canada-banner