Data Representação de um calendário 22/01/2021

Working Holiday Visa: passeie e trabalhe no exterior

Conheça o Working Holiday Visa para brasileiros. Saiba como passear e trabalhar no exterior legalmente por um período determinado de tempo.

Você já ouviu falar no Working Holiday Visa (WHV)? Trata-se de um tipo de visto que permite conciliar trabalho e férias. Isso mesmo, é uma chance de conhecer um novo país e trabalhar no exterior legalmente.

Muitos brasileiros sonham em fazer um intercâmbio, mas poucos têm a oportunidade. O Working Holiday Visa pode ser a sua chance de fazer uma viagem de férias ao país e, ao mesmo tempo, complementar a renda durante a viagem

Mas você sabe o que é e como funciona o Working Holiday Visa? A gente conta tudo abaixo.

O que é o Working Holiday Visa?

Em primeiro lugar, existem muitos tipos de vistos diferentes. Os vistos que você provavelmente é mais familiarizado são os vistos de turismo e estudante. Como o próprio nome sugere, a finalidade destes vistos é para turismo e estudos, respectivamente.

Por outro lado, há alguns vistos que oferecem a chance do brasileiro trabalhar temporariamente no exterior. E um deles é o Working Holiday Visa, que em português significa: Visto de trabalho e férias.  

Trata-se de um acordo do governo brasileiro com o país signatário. Até o fechamento deste artigo, em janeiro de 2020, o Brasil tem acordo ativo para os países:

  • Nova Zelândia;
  • França;
  • Alemanha.

Quais são os pré-requisitos?

Cada país cumpre com um pré-requisito diferente. Mas, no geral, eles possuem os seguintes critérios de elegibilidade:

work-travel-banner
  • Ser cidadão brasileiro.
  • Ter entre 18 e 30 anos.
  • Possuir um seguro saúde internacional, que cubra despesas médicas no país.
  • Ter uma passagem de retorno ao Brasil ou comprovar ter quantia suficiente para comprá-la.
  • Comprovar renda para, pelo menos, os primeiros meses de estadia.

É importante destacar que este visto não é válido para cônjuges, filhos ou outros dependentes. Para viajar acompanhado é necessário a aplicação de um visto à parte para o acompanhante.

E você deve estar se perguntando “Quais são as diferenças do visto Working Holiday Visa entre Nova Zelândia, França e Alemanha? E o nosso conselho é: busque sempre a informação mais atualizada no site da imigração do país em questão. Afinal, a lista de países, assim como os pré-requisitos, mudam com frequência.

Na Nova Zelândia, por exemplo, há um número limitado de vagas para o WHS para brasileiros: apenas 300 vistos desse tipo são concedidos ao ano. E as vagas são muito concorridas. Por isso, é importante se atentar ao dia exato em que as inscrições abrem no site do governo. Afinal, as vagas acabam em questão de horas.  

A Alemanha foi o último país a estabelecer o programa: em 2019. Assim como na França e Nova Zelândia, os brasileiros podem permanecer por um período de até 1 ano na Alemanha e exercer um trabalho formal durante esse período.

Contudo, é importante deixar claro que, para todos os países mencionados, a sua inscrição não garante a concessão do visto. Ela irá para a análise do agente de imigração que analisará sua aplicação para, ao final, tomar a decisão final. 

Você não atende os pré-requisitos do programa mas gostaria de ter a chance de trabalhar no exterior? Não se preocupe. Na Intercultural trabalhamos com diversos destinos e pacotes de intercâmbio. Um deles foi feito para você!

Portanto, se você atende os pré-requisitos do programa, hoje é seu dia de sorte! Conte com a Intercultural para a aplicação do seu Working Holiday Visa

Entre em contato agora mesmo

estudar-canada-banner