Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Homesick: o que é e como amenizar os sintomas

Homesick: o que é e como amenizar os sintomas

Morar no exterior é o sonho de muita gente. Geralmente, quando pensamos em sair do nosso país, não levamos em consideração a saudade que podemos sentir de casa. Mas ela existe e tem até um nome específico: homesick.

Estudar ou morar em outro país é, de fato, uma experiência única e incrível.

Mas, para algumas pessoas, nem sempre tudo são flores. Isso porque pode bater aquela saudade de casa a qualquer momento, o famoso homesick.

O homesick é algo que pode afetar qualquer pessoa que venha a passar muito tempo longe de casa e dos familiares.

Além disso, as pessoas podem sentir falta dos costumes do seu país de origem, da cultura e de tudo o que ficou para trás.

O que significa homesick?

Há muitas pessoas que passam por esse problema, mas nem sabem o que é exatamente.

Então, vamos nos aprofundar um pouco mais no assunto para você entender melhor.

A expressão “homesick” é de origem inglesa e significa saudade de casa.

Também é considerado homesick quando alguém muda para longe e sente saudade de tudo o que deixou para trás.

É como uma nostalgia, porém, não é algo tão simples que vem e passa. O homesick pode deixar a pessoa angustiada e até em depressão.

Sintomas do homesick

Os principais sintomas são tristeza profunda, desânimo e ansiedade.

Em casos mais graves, algumas pessoas já relataram ter febre e outras acabaram voltando para casa antes do previsto.

Mas não se desespere! O homesick tem cura e pode ser evitado.

Como evitar

Quando vamos morar ou estudar no exterior, é super normal sentir saudades.

Psicólogos afirmam que a saudade é algo natural do ser humano.

Podemos e devemos sentir saudades, só não podemos deixar que esse sentimento se agrave e prejudique a nossa vida.

Os profissionais de psicologia também recomendam que a pessoa com homesick busque alívio da maneira que se sentir mais confortável.

Por exemplo, alguns estudantes podem se sentir melhor com contato constante com a família e com os amigos, com objetos e comidas típicas de seu país, além de buscar fazer amizades com compatriotas.

Por outro lado, algumas pessoas passam a se sentir melhor se afastando das coisas que lembrem o seu país, para não aumentar ainda mais a tristeza.

O homesick também tem relação com o vínculo que o viajante tem com sua família e seu país.

Se a pessoa vive em um ambiente conturbado com a família e não existe muito apego, quando ela estiver longe, pode até sentir saudades, mas nada muito grave a ponto de se angustiar ou se deprimir.

Dicas para amenizar o homesick

Se você está indo estudar no exterior ou já está em outro país enfrentando sintomas de homesick, anote estas dicas que vão te ajudar a se adaptar melhor à nova realidade.

Afinal, você não pode deixar esse problema atrapalhar a experiência única que é fazer um intercâmbio.

Evite ficar ocioso

Ficar sem fazer nada faz com que você pense mais no que ficou para trás ao morar no exterior.

Por isso, procure sempre estar em contato com outras pessoas, sair de casa para conhecer o que o destino tem de bom, ver gente… Ou seja, ocupar a mente com coisas legais.

Desabafe com pessoas de confiança

Não fique guardando essa dor só com você!

Reconheça o problema e o encare. Converse com pessoas de confiança (de preferência, compreensivas), sobre o que está sentindo.

Faça coisas que você goste

Aproveite as horas vagas para fazer coisas que te deixem feliz. Isso vai te ajudar a criar seu próprio ambiente em outro país.

Aproveite a tecnologia

Conte com o Whatsapp, Skype e demais redes sociais para se conectar com a família e amigos com frequência.

Isso pode amenizar a saudade e ainda acabar com o homesick.

Descubra o mundo com a Intercultural!

Agora que você sabe o que é o homesick, certamente estará mais preparado para seu intercâmbio e aguentar firme a saudade de casa!

Então, comece a organizar já a sua viagem e fale agora mesmo com um de nossos consultores.

Banner tudo sobre intercâmbio
RELACIONADOS

Faça seu orçamento

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.