Data Representação de um calendário 08/03/2021

Morar no Exterior: 6 países para estudar e trabalhar fora

Confira as melhores oportunidades de estudo e trabalho e o passo a passo para quem vai morar no exterior. Viva a melhor experiência!

Morar no exterior é, com certeza, o sonho de muitos brasileiros. Afinal, quem opta por estudar e trabalhar legalmente no exterior carrega consigo uma bagagem cultural e uma experiência inesquecível. 

E existem muitas maneiras de morar no exterior. E cada uma delas apresenta diferentes vantagens (e exigências). 

A boa notícia é que há muitos países com portas abertas para quem deseja estudar no exterior. Para ajudar você, preparamos esse artigo completo com dicas, destinos e passo a passo para morar no exterior. 

Vamos lá?

TOP 6 países para brasileiros estudarem e trabalharem legalmente no exterior:

E não poderíamos começar de outra maneira que não mostrando o ranking dos principais países para brasileiros morar fora, com ótimas vantagens. 

  1. Canadá 
  2. Alemanha 
  3. Austrália 
  4. Irlanda 
  5. Emirados Árabes
  6. Portugal

Em geral, esses são alguns daqueles países que oferecem vantagens para imigrantes principalmente porque sua população geral está envelhecendo e é preciso mão de obra qualificada para manter a economia do país de maneira saudável.

Mas esse não é o único motivo.

Para quem quer morar fora, esses países oferecem boas oportunidades de emprego para estrangeiros qualificados e são ótimos para quem quer viver a experiência de estudar no exterior. 

Mas é muito importante que, mesmo que você opte por conseguir um trabalho no exterior, seu emprego não atrapalhe o rendimento dos seus estudos, ok? 

1. Canadá 

O Canadá está no primeiro lugar do ranking dentre os países mais receptivos a estrangeiros.

Além de ser um dos melhores destinos para quem quer aprender inglês (ou francês), o Canadá é um país multicultural, onde é possível explorar diversas partes do mundo em um único país. 

Além disso, o país possui a política migratória mais atrativa, especialmente para profissionais que consigam comprovar expertise na sua área de atuação. 

Para estudar e trabalhar legalmente no Canadá é necessário:  

  • Ter, no mínimo, 18 anos;
  • Nível de inglês, pelo menos, intermediário;
  • Ter concluído o ensino médio;
  • Estar matriculado em algum curso técnico, graduação ou pós-graduação com duração mínima de 6 meses.

2. Alemanha 

Em primeiro lugar, precisamos esclarecer que: você não precisa, necessariamente, falar alemão para viver um intercâmbio na Alemanha. Sabia disso? 

Isso porque, em muitas universidades da Alemanha, você pode escolher entre o inglês e o alemão. 

Além disso, em grandes cidades, como é o caso de Berlim e Frankfurt, o inglês é amplamente utilizado nas ruas. 

Outro ponto relevante para se destacar é que a Alemanha é um dos melhores países para quem quer morar fora, pois oferecem uma série de vantagens e incentivos para estrangeiros. 

Com o envelhecimento da população e os baixos níveis de natalidade, o Governo Alemão incentiva a imigração de estrangeiros qualificados.

Por último, mas não menos importante, a Alemanha tem localização privilegiada: faz divisa com cerca de 9 países europeus e você pode visitar todos eles durante sua estadia, geralmente de trem.

Para conquistar a possibilidade de um intercâmbio de estudo e trabalho na Alemanha é preciso estar matriculado em uma instituição de nível superior e ser maior de 18 anos.

Para estudantes internacionais na Alemanha, é permitido trabalhar até 20 horas semanais durante o período de estudos. Durante as férias, é possível trabalhar por até 40 horas semanais, se for do interesse do aluno e acordado com o empregador.

3. Austrália 

Um dos queridinhos dos brasileiros é, com certeza, a Austrália.

O país, além de ter algumas das melhores escolas de idiomas e universidades com destaque em rankings mundiais, tem diversas semelhanças com o Brasil.

A população é muito divertida, descolada e adora aproveitar os dias ensolarados para curtir a praia ou aproveitar festivais e noites agitadas.

O clima do país também é muito parecido com o nosso, e é ideal para quem gosta de sol, praias, florestas, montanhas e todo tipo de contato que a natureza tem a oferecer. 

  • Ter, no mínimo, 18 anos
  • Duração mínima de 14 semanas
  • Estar matriculado em um curso com duração mínima de 20 horas semanais
  • Em caso de cursos de nível superior, é possível solicitar o Post-Study Work Visa, que permite o aluno morar e trabalhar na Austrália por até 2 anos após a finalização do curso.

4. Irlanda 

Quando o assunto é intercâmbio de estudo e trabalho, a Irlanda é o destino mais procurado. 

Isso porque, na Irlanda, com o visto para estudar no exterior em um curso de idiomas, você já consegue permissão para trabalhar. Ou seja, qualquer nível de inglês pode servir para investir nesse intercâmbio.

Para os amantes de paisagens clássicas, dos imponentes castelos e de uma cultura forte e vívida, mesmo que antiga, a Irlanda é, com certeza, o lugar ideal para explorar

Para estudar na Irlanda com o visto de estudante, os principais requisitos são: 

  • Duração mínima de 25 semanas
  • Ter, no mínimo, 18 anos
  • Aceita nível de inglês iniciante
  • Estar inscrito em um curso de, no mínimo, 15 horas semanais.

5. Emirados Árabes

Já pensou em morar em um dos países mais exuberantes do mundo e com uma das economias que mais crescem no mundo?

Dubai é considerada a “cidade comercial” dos Emirados Árabes. A cidade possui grande concentração de indústrias, hotéis, comércios e eventos. 

Não faltam oportunidades de trabalho: Dubai atrai milhões de pessoas que desejam morar no exterior. Como consequência, estima-se que 80% da população fale o inglês. 

Uma ótima maneira de manter-se no país e adquirir uma experiência de trabalho internacional.

  • Estar matriculado em um curso de, no mínimo, 8 semanas 
  • Duração máxima de 24 semanas 
  • As aulas do curso precisam ter duração mínima de 15 horas semanais
  • Nível de inglês básico
  • Solicitar o visto de estudante com duração de 90 dias, com possibilidade de renovar

E pensando em oferecer a melhor experiência para você, em Dubai, nossas escolas parceiras oferecem workshops e auxiliam os alunos a encontrar vagas de emprego. 

work-travel-banner

6. Portugal

Por último, mas não menos importante, um país de destaque para brasileiros que querem morar no exterior é Portugal. 

Ele é um dos países mais baratos para quem quer estudar no exterior e investir em um intercâmbio na Europa.

Fique atento aos principais requisitos: 

  • Comprovante de NIF (uma espécie de “CPF” para estrangeiros)
  • Estar inscrito em um curso de graduação
  • Notificar o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. Antigamente era necessário ter a autorização do SEF, mas atualmente, só é preciso notificá-los da mudança da sua situação. 

Em Portugal, não existe um limite de horas trabalhadas para estudantes internacionais. Mas, como dissemos, é muito importante que seu trabalho não interfira diretamente no rendimento dos seus estudos no exterior. 

Por que morar no exterior? 

Sair da zona de conforto e investir em uma nova jornada é, com certeza, um desafio. Confira algumas vantagens de estudar no exterior:

  • Aprender ou praticar um novo idioma;
  • Desenvolver sua independência e sua confiança;
  • Conhecer novas pessoas e lugares;
  • Provar novos pratos e novas culinárias; 
  • Explorar novas cidades e uma nova cultura;
  • Conhecer mais sobre si mesmo;
  • Investir em uma carreira no exterior.

Qual é o melhor país para morar no exterior? 

Definitivamente, escolher o melhor país para morar no exterior é uma tarefa difícil. Afinal, é preciso considerar os seus objetivos e gostos pessoais.

Se você possui um passaporte europeu, não faltam excelentes opções na Europa, com permissão irrestrita de horas de trabalho.

Agora, se você possui o passaporte brasileiro apenas, um país muito procurado por brasileiros que desejam morar no exterior é o Canadá. 

O Canadá é um país “immigration friendly”. As vantagens são inúmeras, especialmente para quem deseja imigrar em família. Confira:

  1. Ótimos índices de desenvolvimento humano;
  2. Possibilidade de aprender inglês ou francês, dependendo da região;
  3. Uma cultura rica para ser explorada;
  4. Possibilidade de estudar e trabalhar;
  5. Universidades de destaque no ranking mundial;
  6. Post-Graduation Work Permit;
  7. Incentivo à imigração de profissionais qualificados;
  8. Cônjuges do aplicante possuem permissão de trabalho full time;  
  9. Filhos têm direito ao ensino público gratuito. 

Passo a passo para morar fora do Brasil

Antes de mais nada, estar bem organizado e se preparar com antecedência é um passo crucial para garantir o sucesso da sua viagem. 

Deixar tudo para o último minuto ou querer contar sempre com a sorte não é, nem de longe, uma boa ideia. 

Então prepare a caneta e o caderno e confira o checklist abaixo. 

  1. Tenha bem claro sua motivação para morar fora do Brasil e suas necessidades.
  2. Escolha e conheça os diversos programas de intercâmbio disponíveis.
  3. Pesquise bastante e escolha o país para morar fora que mais se adequa a você. 
  4. Faça o seu planejamento financeiro. 
  5. Separe toda a documentação necessária.

Opções de programas de intercâmbio para morar no exterior

Além do programa de estudo e trabalho, existem diversos programas de intercâmbio que podem ser vantajosos. 

Para quem quer estudar no exterior, algumas das melhores opções são:

  • Curso de Idiomas. 
  • High School.
  • Graduação ou Pós-graduação no exterior. 
  • Estudo e trabalho.
  • Cursos técnicos e profissionalizantes. 
  • Férias Teen.

Mas, se seu objetivo é morar no exterior e fazer uma graninha extra durante sua viagem, confira os seguintes programas que permitem você trabalhar legalmente no exterior:

  • Au Pair: onde você vai trabalhar por um período na casa de uma família nativa, ajudando na criação dos filhos do casal. Ele te garante moradia, alimentação, salário e, muitas vezes, férias remuneradas e auxílio educacional. E existem diversas opções de destino: Estados Unidos, Alemanha, Bélgica, França e Holanda. 

  • Work Experience USA: esse programa é exclusivo para os Estados Unidos, mas é uma ótima oportunidade para trabalhar legalmente no exterior, ganhar em dólar e ainda tem 30 dias para aproveitar as férias nos Estados Unidos. 

Muitos desses programas podem exigir uma qualificação e testar o seu nível do idioma. 

Nesses casos, você precisará passar por algum exame de proficiência para atestar os seus conhecimentos. 

Esse é outro item importante que não pode ficar de fora do seu planejamento. 

Dicas úteis para quem quer morar no exterior

  • Aprenda os costumes e tente não cometer gafes enquanto estiver no exterior. 
  • Busque sempre fazer amizades ou manter contato com pessoas nativas para incentivar o seu aprendizado. 
  • Escolha sempre fontes confiáveis de informações antes e durante a sua viagem. 
  • Planeje-se com antecedência e organize as coisas com calma e paciência. Assim você consegue evitar esquecer ou confundir coisas importantes. 
  • Faça uma boa rede de networking com colegas de escola e de trabalho. 
  • Conheça as leis do seu local de destino. Às vezes, algo que no Brasil é super comum pode ser considerado crime ou alguma violação no exterior.

Opções para trabalhar legalmente no exterior

Existem algumas profissões e cargos que têm bastante demanda e também são ótimas opções para quem quer morar no exterior ou investir em uma carreira internacional. 

Existe uma certa demanda de profissionais qualificados e ótimas oportunidades de emprego em áreas como: 

  • Engenharia
  • Tecnologia
  • Administração
  • Marketing
  • Enfermagem
  • Medicina

Se você não tem formação superior, não se preocupe. Não faltam opções para estudar e trabalhar legalmente no exterior. É possível encontrar boa oferta de emprego nas áreas: 

  • Carpinteiro
  • Eletricista
  • Hospitalidade (atendimento ao público em geral)
  • Chef de cozinha

Como lidar com a saudade de morar no exterior? 

Viajar é uma delícia, aprender algo novo é, com certeza, uma experiência enriquecedora que vale muito a pena.

Mas, não podemos negar que a saudade é um fator que pode sim influenciar a sua viagem. Então, aqui vão algumas dicas para você lidar com a saudade ao morar no exterior e poder aproveitar ao máximo a sua viagem.

  • Utilize a tecnologia a seu favor.
  • Faça novas amizades.
  • Leve algo que te ajude a lembrar.
  • Faça sua nova casa se parecer um pouco mais com um lar.

Utilize a tecnologia a seu favor

Sempre que possível, faça chamadas de vídeo, ligações, troque fotos e mensagens com quem ficou no Brasil. 

Faça novas amizades

Muitas vezes, a saudade vem com aquele sentimento de solidão ou de deslocamento. Então, fazer novas amizades e construir novas relações pode ajudar bastante a afastar o sentimento de saudade. 

Sem contar que isso vai te ajudar muito a aprimorar os seus conhecimentos e suas habilidades com uma nova língua. 

Leve algo que te ajude a lembrar

Pode ser uma peça de roupa, uma peça de decoração ou até mesmo fotos de momentos anteriores. 

Faça sua nova casa se parecer um pouco mais com um lar

Assim como a solidão, não se sentir em casa pode ser algo que te dê o sentimento de sentir falta de casa. 

Por isso, existem diversos meios de se sentir um pouco mais em casa. Pode ser cozinhando pratos parecidos, ajeitando as coisas como você gosta e se sinta aconchegante. 

Mas, não se esqueça: parte da experiência de estudar no exterior está justamente em explorar o novo. 

Saiba como morar no exterior com a Intercultural

Agora que você já conhece os 6 melhores países para morar no exterior e as melhores dicas para garantir o sucesso da sua viagem, que tal decolar com a gente? Nossos especialistas em intercâmbio estão esperando por você. Vem viver a melhor experiência no exterior com a Intercultural.

estudar-canada-banner