Data Representação de um calendário 04/06/2021

O que NÃO fazer no Intercâmbio – Evite esses 12 micos!

Vai fazer um intercâmbio? Saiba o que NÃO fazer no intercâmbio com as nossas dicas, poupe gafes e constrangimentos.

Hoje vamos abordar um assunto muito importante, e que gera muitas dúvidas entre os intercambistas brasileiros: o que não fazer no intercâmbio!

Isso mesmo. Sei que você já viu muitos artigos de “como fazer intercâmbio” ou “porque fazer intercâmbio”. Mas, hoje, vamos falar do que NÃO fazer no intercâmbio

Pode parecer lógico, mas alguns costumes e tradições praticados em alguns destinos podem ser considerados rudes em outros. E, embora a gente adore uma história para contar, que não seja de uma gafe ou constrangimento, não é mesmo? 🙂 

Nesse sentido, entender o que não fazer no intercâmbio é fundamental para que o intercambista não tenha problemas durante a viagem.

work-travel-banner

Antes de tudo, é preciso compreender que as diferenças culturais entre os diversos destinos para intercâmbio podem gerar costumes peculiares em cada país. Principalmente quando comparamos países de diferentes continentes e religiões.

Assim, o que é considerado uma falta de educação em uma cultura, pode não ser em outra, e vice-versa! Arrotar após as refeições é um sinal positivo de satisfação em alguns países, todavia, um tremendo vexame no Brasil!

Então, há atitudes que você deve evitar para aproveitar ao máximo este momento e realmente aprender sobre o país, sua cultura e seu idioma. Confira, abaixo, uma relação de atitudes que devem ser evitadas durante o intercâmbio no exterior.

O que NÃO fazer no intercâmbio

  1. Não ser pontual, se atrasar e não comparecer a compromissos agendados.
  2. Infringir a lei, sob qualquer aspecto. Lembre-se: no exterior não há “jeitinho”!
  3. Beber álcool de forma excessiva, consumir na rua e ao volante.
  4. Sair de casa (homestay) sem avisar e sem documentos.
  5. Furar fila, em hipótese alguma!
  6. Falar em português em todos os momentos fora da escola.
  7. Beber bebida alcóolica em espaços públicos. Embora comum no Brasil, o hábito é proibido na Austrália, Nova Zelândia e na maior parte dos Estados Unidos. 
  8. Em países muçulmanos e budistas, quando se entra em templos ou mesquitas, é obrigatório cobrir os ombros, colo e pernas.  
  9. Fazer comentários sobre hábitos locais. Por exemplo, em alguns países do Oriente Médio, o homossexualismo é proibido, porém, é comum homens andarem pelas ruas abraçados e de mãos dadas!
  10. Comparar diferenças entre nacionalidades, principalmente as asiáticas: chineses com nascidos em Hong Kong, coreanos e japoneses, dentre outras etnias.
  11. “Colar” em brasileiros ou em estrangeiros que não falam bem o idioma e não querem aprender. Esse hábito aparentemente inofensivo pode diminuir a sua imersão cultural e interferir no seu aprendizado.
  12. Não provar a gastronomia local. Ahh, a gente adora uma coxinha, mas acredite. Dá pra viver sem ela e se jogar em um mundo de delícias. Mas cuidado para não descuidar da saúde e da alimentação. 

Agora, curta nossa lista sobre o que não fazer no intercâmbio, e se jogue por inteiro na melhor experiência da sua vida! Quer saber mais? Converse com um dos nossos especialistas!

estudar-canada-banner