Data Representação de um calendário 10/08/2021

População do Canadá: conheça 5 fatos sobre morar no país

A população do Canadá é conhecida por sua receptividade, mas seus pontos fortes vão além. Leia o artigo e conheça 5 fatos sobre a população do Canadá!

O Canadá é conhecido como o melhor país para imigrantes – e não só por suas ótimas oportunidades de emprego e educação de qualidade. Primeiramente, um dos pontos mais positivos que podemos observar é a população do Canadá, que é extremamente receptiva e aberta aos imigrantes. 

A população do Canadá, composta por mais de 36 milhões de habitantes, é conhecida por ser uma das mais tolerantes do mundo, o que torna o Canadá um ótimo destino para pessoas de diversas etnias, religiões, classes sociais e orientação sexual. 

Acima de tudo, a população do Canadá é muito plural e educada. Mas existem outros aspectos relevantes e curiosidades que valem a pena conhecer, principalmente para quem está cogitando fazer intercâmbio no Canadá

Neste artigo, confira 5 fatos que vão te mostrar por que o Canadá é um país que oferece muita qualidade de vida e segurança para todos que vivem por lá. 

Fique com a gente!

5 fatos sobre a população do Canadá

Com mais de 9,984 milhões de km², o território canadense é o segundo maior do mundo, ficando atrás somente da Rússia.

E é nessa extensão em que os mais de 36 milhões de habitantes vivem e aproveitam as vantagens do país bilíngue. 

O Canadá conta com 10 províncias, caracterizadas por sua autonomia em relação ao governo federal. Acima de tudo, isso significa que cada uma dessas unidades possui sua própria forma de lidar, julgar e executar cargos e funções. 

As 10 províncias canadenses e suas respectivas capitais são: 

  • Ontario – Toronto;
  • Quebec – Quebec;
  • Alberta – Edmonton;
  • Manitoba – Winnipeg;
  • Saskatchewan – Regina;
  • New Brunswick – Fredericton; 
  • Nova Escócia – Halifax;
  • British Columbia – Victoria;
  • Prince Edward Island – Charlottetown;
  • Terra Nova e Labrador – St. John.

Além disso, existem três territórios ao norte do país: Yukon, Territórios do Noroeste e Nunavut. 

A seguir, confira 5 fatos sobre a população do Canadá que merecem destaque e tornam o país um excelente destino para fazer intercâmbio ou imigrar!

1. Alta expectativa e qualidade de vida

O Canadá possui uma das maiores expectativas de vida do mundo: a população canadense vive, em média, 82 anos. Esse número é inclusive maior do que a média global de 81 anos calculada pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Ainda, de acordo com os critérios avaliados pela OCDE, o Canadá é um dos melhores países do mundo para se viver. A classificação da organização avalia diversos quesitos, estabelecendo notas de 0 a 10, em que 10 é a maior pontuação. 

Na tabela abaixo, veja os números do Canadá em comparação com os do Brasil:

QuesitoCanadáBrasil
Moradia (condições de moradia e gastos)7.84.7
Renda (renda do lar e riqueza financeira)5.30.5
Empregos (rendimentos, segurança no emprego e desemprego)8.44.3
Comunidade (qualidade da rede de apoio social)7.52.7
Escolaridade (nível de educação e proveito tirado dele)7.82.3
Meio ambiente (qualidade do meio ambiente nos arredores)8.64.8
Engajamento cívico (envolvimento com a democracia)6.86.7
Saúde 9.56.2
Satisfação pessoal (o quanto a pessoa se considera feliz)7.14.1
Segurança (taxa de assassinatos e agressões)8.31.9
Equilíbrio vida-trabalho (tempo de trabalho x tempo de lazer)6.56.2

Com esses números, já dá para entender por que tantos brasileiros têm o sonho de morar no Canadá, não é? 

Acima de tudo, a alta escolaridade, somada à alta taxa de empregabilidade, por si só, já seriam grandes atrativos para alguém decidir fazer um intercâmbio no Canadá.

No entanto, quando olhamos para os outros quesitos, entendemos que o país conta com uma qualidade de vida invejável. 

Ótimas condições de moradia, saúde e segurança fazem parte dos fatores que tornam o Canadá um dos melhores países para se viver. 

2. Educação de excelência

Para quem quer estudar inglês ou francês no exterior, saiba que fazer intercâmbio no Canadá é a opção perfeita. 

Afinal, o país é referência em educação

Mais de 99% da população do Canadá é alfabetizada e 92% dos adultos com idades entre 25 e 64 anos concluíram o ensino médio (a média da OCDE é de 79%). Além disso, é importante destacar que mais da metade dos canadenses possuem certificado de graduação. 

Ainda que sejam importantes, as taxas de conclusão dos estudos não são suficientes para avaliar a qualidade da educação recebida. 

Por isso, o Programa da OCDE de Avaliação Internacional do Aluno (PISA) examina até que ponto os alunos adquiriram conhecimento e habilidades essenciais para a plena participação nas sociedades modernas.

E a população canadense também apresenta um ótimo desempenho nesse sentido. Isso porque os alunos possuem a pontuação de 517 em habilidades como leitura, matemática e ciências – valor acima da média de 488 estabelecida pela OCDE. 

Além da qualidade de ensino reconhecida no mundo todo, é muito fácil se enturmar no país e aproveitar das diversas atividades extracurriculares que as escolas oferecem para colocar o idioma um pouco mais em prática.  

É possível cursar o ensino médio no Canadá em escolas preparatórias públicas ou privadas – ou ainda em boarding schools. Para aqueles que desejam fazer uma graduação no exterior, o país conta com colleges e universidades reconhecidas mundialmente.

Isso sem mencionar a imensa variedade de cursos de idiomas, voltados para todos os públicos, desde os iniciantes até aqueles que possuem nível avançado.  

3. Intercâmbio no Canadá: país bilíngue 

Acima de tudo, o intercâmbio é a oportunidade perfeita para aprender ou aprimorar seus conhecimentos em uma nova língua. 

Imagine poder estudar dois idiomas ao mesmo tempo? 

Uma das características mais marcantes da cultura do Canadá é o fato de que o país é bilíngue: tanto o inglês quanto o francês são considerados idiomas oficiais. 

Isso acontece devido à colonização do território canadense. Inicialmente, o país foi povoado pelos franceses e, mais tarde, depois da Guerra dos 7 anos, os colonos ingleses também se estabeleceram por lá. 

Com o chamado Quebec Act, em 1774, foram definidos os limites das províncias, além de estabelecer liberdade religiosa e idiomas. Foi em 1969, a partir de um Ato Constitucional, que os idiomas inglês e francês passaram a ter o mesmo status pelo país. 

Mas o fato de que o Canadá é um país bilíngue não significa que todos os habitantes falam os dois idiomas, viu? Na prática, apenas a província de Quebec tem maioria de francófonos – nos outros territórios, o inglês é predominante.

No entanto, sempre que houver demanda suficiente, a população do Canadá têm o direito de receber serviços do governo federal em inglês ou francês. Além disso, as minorias que utilizam um dos idiomas oficiais contam com escolas em todas as províncias e territórios do país.

De qualquer maneira, durante o seu período de intercâmbio no Canadá, prepare-se para se inserir em uma cultura rica, diversificada e muito acolhedora!

4. Cultura do Canadá: pluralidade e acolhimento 

A principal característica da população do Canadá é, sem sombra de dúvidas, sua pluralidade, principalmente de indivíduos descendentes de franceses e britânicos. Mas outras nacionalidades, como os brasileiros, também são muito bem recebidos. 

Só em 2019, o país recebeu 341.180 novos moradores, sem contar os estudantes estrangeiros ou trabalhadores temporários. Estima-se que cerca de 129 mil brasileiros vivem por lá. 

E, na cultura do Canadá, há espaço para todos, independentemente de raça, etnia, gênero, sexualidade ou credo.

Isso porque diversas leis são voltadas para garantir a segurança e a igualdade de direitos para todos, sem dar espaço para a discriminação, seja ela direta ou indireta. 

Além disso, é importante destacar que os povos indígenas também possuem uma forte influência na cultura do Canadá, preservando sua identidade própria até os dias atuais. O próprio nome “Canadá” é derivado de kanata, que em indígena iroquês significa povoado, aldeia. 

Assim, a população canadense é extremamente orgulhosa de si e de suas origens. Estão sempre buscando maneiras de preservar e manter viva a memória do passado. 

Por isso, não é à toa que o Canada Day, comemorado no dia 1º de Julho, é uma grande festa nacional.

Para relembrar a unificação do país, milhares de pessoas vão a eventos promovidos pelo governo, tais como shows, desfiles, concursos e queimas de fogos de artifício. 

Outros festivais importantes também acontecem ao longo do ano em terras canadenses, tais como: 

  • Thanksgiving Day (Dia de Ação de Graças): é a tradição de reunir família e amigos em volta da mesa para agradecer por uma boa colheita. Além disso, também não faltam shows, eventos e festivais durante a data.
  • Quebec Winter Carnival: um dos principais festivais de inverno do mundo, acontece entre o final de janeiro e os primeiros dias de fevereiro. Atraindo milhares de turistas, a festa conta com espetáculos, desfiles, feiras gastronômicas, jogos e concursos.
  • Victoria Day: hoje um feriado nacional, o Victoria Day acontece em 24 de Maio, data do nascimento da Rainha Vitória. É um dos mais importantes e tradicionais festivais da América do Norte.
  • Festival Internacional de Jazz de Montreal: é o maior festival de jazz do mundo e acontece entre os dias 28 de junho e 8 de julho. Com mais de 500 apresentações, reúne bandas dos mais variados estilos musicais, com destaque para o jazz, é claro.
  • Edmonton International Fringe Theatre Festival: pioneiro na América do Norte, é o maior festival canadense de teatro e conta com apresentações pagas e gratuitas de peças de teatro, musicais, stand up comedy e shows de ilusionismo. 
  • Toronto International Film Festival (Tiff): maior festival de cinema do Canadá, funciona como um “pré aquecimento” para o Oscar, onde são lançados diversos filmes candidatos à estatueta. 

Conforme você deve ter percebido, assim como os brasileiros, a população do Canadá adora festejar e é muito receptiva. Um ponto bastante favorável para quem deseja se estabelecer por lá. 

Por falar nisso, no tópico seguinte, vamos mostrar outro ponto favorável do país: suas políticas migratórias. 

Então, continue com a gente e confira!

5. Políticas migratórias 

Não são só as boas oportunidades e o bom acolhimento que fazem do território canadense o melhor país para imigrantes. 

Com a inegável qualidade de vida, os altos índices de expectativa de vida da população do Canadá e a baixa natalidade que o país enfrenta, há cada vez menos pessoas em idade economicamente ativa no país. 

Então, o próprio governo incentiva políticas de intercâmbio e imigração para garantir mão de obra qualificada e bons alunos interessados em investir na economia do país. 

Acima de tudo, esta é uma forma de melhorar a sua pirâmide etária, com alta porcentagem de idosos e poucas pessoas jovens. Afinal, com o passar dos anos, a tendência é que essa diferença só aumente. 

Alguns dados do departamento de imigração do Canadá, em relação ao ano de 2019 são: 

  • 5.774.342 vistos foram emitidos para turistas (visitantes), estudantes e trabalhadores;
  • 404.369 permissões de trabalho temporárias foram emitidas no âmbito dos programas de trabalho temporário estrangeiro e mobilidade internacional;
  • 74.586 indivíduos mudaram do status de residentes temporários para residentes  permanentes;
  • 341.180 residentes permanentes foram admitidos;
  • Cerca de 8500 residentes permanentes falantes de francês foram admitidos no Canadá fora de Quebec, com apoio adicional de comunidades francófonas por todo o país;
  • A imigração foi responsável por mais de 80% do crescimento da população do Canadá;
  • Cerca de 58% dos residentes permanentes admitidos são economicamente ativos;
  • 30.087 refugiados foram reassentados, o maior número de qualquer país do mundo. 

Basicamente, existem duas formas mais comuns de imigrar para o Canadá: através do Express Entry e do programa de estudo chamado Post Graduation Work Permit. 

Saiba um pouco mais sobre cada uma dessas modalidades a seguir!

Express Entry

O Express Entry seleciona cidadãos estrangeiros qualificados para trabalhar no Canadá e os classifica por pontos. 

Assim, o processo de candidatura é feito online e dados como idade, área de formação, experiência profissional, status civil, nível de inglês, familiares com residência no Canadá e dependentes legais geram uma pontuação ao final do questionário. 

Assim, quanto mais alta a pontuação, maiores são as chances de você ser selecionado pelo governo canadense. Devido ao alto número de pedidos, o período de análise do formulário pode durar até seis meses – por isso, é preciso ter dedicação e paciência. 

Dentro do Express Entry, ainda existem 3 subdivisões de programas migratórios: 

  • Federal Skilled Worker: seleciona trabalhadores qualificados, com formação no ensino superior e experiência em alguma profissão que esteja na lista “National Occupation Classification” (NOC).
  • Federal Skilled Trades: seleciona trabalhadores com formação técnica/tecnóloga, com comprovação de pelo menos dois anos de experiência em uma das ocupações da lista NOC. 
  • Canadian Experience Class: seleciona pessoas que já trabalharam pelo menos um ano em solo canadense, em um período máximo de 3 anos antes de se candidatar. 

Post Graduation Work Permit (PGWP)

Conforme dissemos, algumas modalidades de intercâmbio no Canadá oferecem a possibilidade de permanecer no país por mais tempo. 

É o caso do programa Post Graduation Work Permit, o famoso PGWP. Trata-se de um visto pós estudos com permissão de trabalho integral com duração de até 3 anos.

Mas, para se candidatar para o PGWP, é preciso cumprir alguns requisitos. O principal deles é ter estudado em uma universidade ou college público, desde que esteja na lista das Designated Learning Institutions (DLI). 

Outro ponto fundamental é o período de estudos em solo canadense: o tempo mínimo é de 8 meses, desde que o aluno possua uma autorização de estudos válida. 

Entretanto, é importante destacar que o PGWP é um visto temporário que, sozinho, não garante a sua imigração para o Canadá. No entanto, o programa eleva a sua pontuação no Express Entry, aumentando as suas chances de ser aprovado. 

De qualquer forma, não é difícil entender por que esse programa tem atraído cada vez mais estudantes internacionais para o país: além de estudar e trabalhar por um tempo, é possível imigrar definitivamente com a ajuda do PGWP. 

13 curiosidades sobre o Canadá

Depois de entender alguns fatos sobre a população do Canadá, que tal conhecer algumas curiosidades sobre o maior país da América do Norte? 

Então, confira 13 delas a seguir!

  1. A população canadense tem uma das menores densidades demográficas do mundo. São 4,2 habitantes por km², bem menos do que no Brasil e nos Estados Unidos, que registram 24 e 33 habitantes por km², respectivamente. 
  2. Em 1947, uma cidade no Canadá chegou a sua menor temperatura registrada: -63ºC.
  3. Montreal é a segunda maior cidade francófona do mundo (cidades ou países que falam francês como seu idioma oficial). A primeira é Paris, na França. 
  4. Importantes invenções do mundo vieram do Canadá. Como por exemplo: a insulina, o fogão elétrico, o querosene e o microscópio eletrônico.  Ah! E o basquete também foi inventado por lá. 
  5. O Japão pode ter sediado as Olimpíadas 2 vezes, mas o Canadá já foi sede dos Jogos Olímpicos 3 vezes! 
  6. Por falar em esportes, o hóquei no gelo é uma das modalidades mais praticadas no país.
  7. Metade de todo o território do país é coberto por árvores. 
  8. O Canadá é o país que concentra o maior número de ursos polares do mundo. 
  9. O poutine é um dos pratos típicos do Canadá, sendo composto por batata frita, queijo coalho e um molho de carne.
  10. Toda a população do Canadá tem acesso à eletricidade e 99,8% das moradias possuem acesso particular a um banheiro com descarga. 
  11. O sistema de governo do Canadá é uma monarquia constitucional federal parlamentarista, cujo monarca é o mesmo do Reino Unido (no caso, a rainha Elizabeth II). 
  12. O Canadá faz fronteira terrestre apenas com os Estados Unidos, fronteira essa que é reconhecida como uma das mais longas do globo.
  13. Cerca de 18% da energia produzida no Canadá é proveniente de fontes renováveis, o que ajuda a explicar a alta pontuação do país no quesito meio ambiente da OCDE. 

Conheça a população do Canadá com a Intercultural!

Conforme mostramos ao longo deste artigo, não faltam motivos para você fazer um intercâmbio no Canadá

Reconhecido mundialmente por sua qualidade de vida, o Canadá performa acima da média dos países da OCDE nos quesitos renda, trabalho, educação, saúde, qualidade do meio ambiente, conexões sociais e satisfação com a vida.

Segundo maior país do mundo em território e com uma baixa densidade demográfica, a população do Canadá oferece muita receptividade e acolhimento para seus visitantes e imigrantes. 

Por isso, não é à toa que milhares de estrangeiros escolhem o Canadá todos os anos como o destino para tentar uma vida melhor. Afinal, o próprio governo local estimula a entrada de trabalhadores internacionais. 

Então, se você pretende viajar para o país e conhecer de perto a população do Canadá, a Intercultural pode te ajudar! 

Somos especialistas em intercâmbio no país e já enviamos centenas de estudantes brasileiros para embarcar no sonho canadense! Entre em contato com a nossa equipe e descubra como o mundo quer conhecer você!